Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

70 anos desaparecido: encontrado o primeiro Land Rover

Compartilhe!

Um dos três Land Rover originais de 1948, exposto e lançado no Salão de Amsterdã daquele ano, foi finalmente encontrado, depois de várias décadas deixado ao abandono. Trata-se de uma unidade de pré-produção mas que deu ao mundo a primeira visão de um formato que hoje em dia é facilmente reconhecido como sendo de um Land Rover.

 O paradeiro deste raro exemplar permaneceu um autêntico mistério durante décadas, sendo que o primeiro registro desse carro aconteceu no dia 25 de junho de 1955, e a última vez que foi visto nas ruas tinha foi no final da década de 1960, no País de Gales, onde permaneceu abandonado durante os últimos 20 anos.

Depois disso foi comprado por um morador de Birmingham, que nao sabia do que se tratava e o adquiriu com uma restauração completa em mente. Mas o jipe acabou permanecendo até os dias de hoje abandonado num jardim, sem que essa restauração tivesse sequer começado.

Curiosamente, o local onde foi encontrado fica a apenas alguns quilômetros da fábrica da Land Rover em Solihull, onde a divisão Jaguar Land Rover Classic –a equipe por trás do programa “Land Rover Series I Reborn”- passa dias e noites recuperando alguns dos modelos mais icônicos destas duas fabricantes britânicas. 

 E é lá que este exemplar raríssimo vai ser restaurado, para que sua história seja preservada e possa novamente desfilar orgulhoso pelas ruas e estradas. A marca, com sede em Coventry, explicou que este será o desafio mais difícil até agora para esta divisão, que pertence à Special Vehicles Operations (SVO) da Jaguar Land Rover, que tem pela frente uma missão que vai durar aproximadamente um ano.

A essência deste modelo será mantida e até a cor original aplicada em 1948 (Light Green) será preservada. Todos os antigos donos deste exemplar vão receber um convite da Land Rover para visitar a unidade de Solihull, acompanhar todo o processo e compartilhar as suas experiências com o modelo.

 

Desnecessário dizer que este modelo é um marco na história da Land Rover, e a prova disso são os mais de 67 anos de produção contínua em Solihull desde o Série I até o Defender, sendo que durante todos estes anos houve sempre um componente em comum que manteve a mesma referência (ou part number) no catálogo da marca: as peças de alumínio onde se prendiam os elásticos da capota de lona.Por tudo isto, este modelo é muito especial para a Land Rover, que fará desta restauração um dos acontecimentos do ano que assinala o 70º aniversário da marca. “Este Land Rover é uma peça insubstituível na história automóvel. Começar a sua restauração aqui na Classic Works, onde podemos assegurar que será montado como se deve, é uma forma fantástica de começar o ano do 70º aniversário da Land Rover”, afirmou Tim Hannig, chefão da Jaguar Land Rover Classic.

Essa moda deveria pegar no Brasil. Onde estará o primeiro Fusca? E a primeira Brasilia? E o primeiro Corcel?

 
 
 

 

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *