Todas as atrações do Salão de Buenos Aires

Compartilhe!

Parece uma miniatura do Salão do Automóvel de São Paulo, mas o Salão de Buenos Aires sempre traz boas novidades que interessam ao mercado brasileiro. Neste ano acontece sua oitava edição, e não será diferente, pois alguns carros serão mostrados pela primeira vez na região já em versões definitivas, prontos para serem lançados aqui. Exemplos disso são Chevrolet Equinox, Ford Ecosport, Citroën Cactus e Renault Kwid, entre outros. Confira.

Texto e fotos: Ricardo Caruso – Viagem a convite da General Motors

20170609_084242

CHEVROLET 

O Salão de Buenos Aires foi o local escolhido para o lançamento sul-americano do SUV médio Chevrolet Equinox, montado na mesma plataforma do Cruze, que chegará ao Brasil em outubro. Foi apresentado no ano passado na América do Norte e vai substituir o Captiva; será importado do México, o que o isenta de Imposto de Importação.

equinox-chevrolet

Faróis com leds, frenagem automática em situação de colisão, assistente para se manter na faixa da estrada e sistema de som Bose com multimídia compatível com Apple Car Play e Android Auto e tela de 8 polegadas estão entre os equipamentos do SUV.

Seus principais alvos são Jeep Compass e Honda CR-V, mas o Equinox é maior e provavelmente será mais caro: 4,65 metros de comprimento, 2,73 m entre eixos. Poderá até ser produzido na Argentina, aproveitando a mesma plataforma do Cruze. O motor escolhido pra o Brasil deverá ser o 2.0 turbo de 256 cv.

Além do Equinox, a GM lançou o nono Camaro na Argentina, conversível ou Coupé, mostrou o Bolt EV elétrico, o Onix, a nova Captiva e a Trailboss, conceito feito sobre a S1o.

FORD 

A Ford apresentou o Ecosport 2018. Como antecipado pelo modelo chinês, a carroceria (segunda geração, lançada em 2012) ganhou nova dianteira, com grade generosa e faróis maiores. O estepe continua externo, pois agrada uma boa parte do público, e as laterais e traseira permanecem basicamente as mesas.

?
Ecosport 2018

20170609_142030

O interior ganhou volante, painel e grupo de instrumentos redesenhados, inspirados no Focus, e tem destaque a tela do multimídia, elevada, de 8 polegadas, para o Sync 3. Comandos de trocas de marcha junto ao volante (no lugar do botão na alavanca), bancos melhorados e melhor acabamento também são evoluções notadas.

Na parte mecânica, a Ford deixou de lado o câmbio automatizado Powershift de dupla embreagem e adotou um automático de verdade, de seis marchas, para ambos os motores, que também tiveram mudanças. O 2.0 passa a ser o mesmo do Focus, com injeção direta e 175 cv de potência máxima (com etanol). A apresentação foi da versão Titanium, estática, onde podiam ser observadas as rodas aro 17 (pneus 205/50). O lançamento está previsto para este mês de junho aqui no Brasil.

Nas versões mais baratas, o motor Sigma 1.6 (131 cv) foi trocado pelo novo Dragon 1.5, três cilindros e 137 cv. Este motor deve chegar ao mercado em agosto.

CITROËN

A Citroën teve no DS7 sua maior novidade em Buenos Aires. O SUV médio é o o primeiro da nova marca DS, foi lançado em março e tem como alvo os Audi Q5 e BMW X3.

20170609_104708

A novidade que interessa para o Brasil é o C4 Cactus, um meio hatch meio SUV “aventureiro”, com desenho muito diferenciado e leve (pesa apenas 965 kg). O polêmico carrinho da Citroën já está à venda nas concessionárias argentinas no início do mês. A PSA planeja lançá-lo aqui no final deste ano.

O modelo disponível no mercado argentino tem motor 1.2 turbo de três cilin dros, com 110 cv de potência e 25 mkgf de torque, com transmissão automática de seis marchas. É vendido em versão única pelo equivalente a R$ 90 mil.

VOLKSWAGEN

O mais importante lançamento da VW em Buenos Aires foi o Tiguan de segunda geração. O eficiente SUV está 21 cm mais longo e com sete lugares, a mesma versão que desembarcará no Brasil, fabricado no México. O motor deverá ser o 2.0 turbo a gasolina de 184 cv e 30,6 mkgf, com câmbio automático de oito marchas e tração dianteira ou integral. Deve chegar aqui ainda este ano.

vw-tiguan

A marca mostrou ainda o SUV grade Atlas, projetado para o mercado norte-americano, e que usa a plataforma MQB do Golf. Com 5,04 metros de comprimento e 1,98 m de largura, tem sete lugares e motor 2.0 turbo de 240 cv ou 3.6V6 de 280 cv; tração integral está disponível com no V6, e ambos usam câmbio automático de oito marchas.

Por fim a Amarok 3.0V6 turbodiesel, de 224 cv e 56,1 mkgf de torque, automática de oito velocidades marchas e tração integral. Chega aos 193 km/h e acelera de zero a 100 km/h em 7,9 segundos. Deve ser apresentada aqui no início do segundo semestre, com preço na casa dos R$ 220 mil.

RENAULT

?
Kwid

?

O Renault Kwid nacional fez sua primeira aparição em Buenos Aires. O Kwid terá três versões de acabamento:

Kwid Life – R$ 30.000 – Airbags infláveis frontais e laterais, fixação Isofix para cadeirinha infantil, indicador de troca de marcha e de condução.

Kwid Zen – R$ 35.000 – Acrescenta direção assistida elétrica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos. Opcional: rádio com Bluetooth e entradas USB e auxiliar (salta para R$ 35.390).

Kwid Intense + Pack Connect – R$ 40.000 – Acrescenta ao Zen retrovisores elétricos, faróis de neblina, tela de 7 polegadas para multimídia, abertura elétrica do porta-malas, rodas esportivas diferenciadas e chave tipo “canivete”.

Fabricado em São José dos Pinhais, PR, o Kwid é um hatch pequeno, para dusputar mercado com Mobi e Up. Tem 3,68 metros de comprimento e 2,42 m de distância entre-eixos. A Renault divulga o carro como “SUV dos compactos”, o que é um exagero, talvez para justificar o bom vão livre em relação ao solo, de 18 cm.

Foi lançado em 2015 no mercado indiano e passou por mudanças para o Brasil (80% dos componentes foram mudados). Também recebeu instrumentos analógicos no lugar dos digitais indianos.

O Kwid usa a plataforma mundial Renault-Nissan CMF-A. O motor é 1.0 de três cilindros, na versão SCE, com 12 válvulas e bloco de alumínio, o mesmo usado nos Logan e Sandero, mas sem variador de tempo de abertura de válvulas, que o deixou com 66 cv com gasolina e 70 com etanol e 9,4/9,8 mkgf de torque.

Com apenas 800 kg, a marca anuncia o melhor consumo urbano dentro do do segmento: 15,2 km/litro com gasolina e 10,5 km/litro com álcool. Não há opção de câmbio automatizado. As rodas aro 14 usam pneus 165/70. A previsão é de que seja lançado em agosto.

Sucessor do Clio,  já está em fase de pré-venda, com entregas a partir de agosto. A reserva custa R$ 1.000 no cartão de crédito, e pode ser parcelada em até três vezes. Quem comprar pela pré-venda terá a primeira revisão gratuita, cinco anos de garantia para quem fizer o financiamento com o banco Renault e entrega prioritária.

NISSAN

A Nissan do Brasil criou o conceito Attack da Frontier para mostrar aos argentinos. A picape recebeu rodas aro 16 e enormes pneus para uso fora de estrada, pintura vermelha com detalhes pretos e muitos acessórios. O motor é 2.3 turbodiesel de 190 cv, o mesmo aplicado na Frontier de série. Existe grande possibilidade de se tornar série especial para nosso mercado.

A marca mostrou também o conceito Enguard da picape Frontier, para trabalhos de salvamento; o Kicks brasileiro, que será vendido na Argentina; o concept Gripz, com motor elétrico e recarga da bateria por meio de motor a gasolina e a nova geração do SUV Murano.

TOYOTA

O Toyota C-HR foi mostrado no último Salão de São paulo como conceito, e agora surge como já como modelo de produção, já à venda na Europa e Estados Unidos. Comenta-se que deve desembarcar aqui, vindo da Turquia, já no próximo ano.

?
C-HR

A ideia da marca parece ser oferecer a versão híbrida como alternativa a Honda HR-V e Jeep Renegade, pelo preço do Prius (R$ 126 mil). Nessa configuração de motor elétrico e um motor 1.8 (potência combinada de 123 cv), o modelo é isento de Imposto de Importação.

FIAT

Sem maiores novidades, a Fiat aproveitou para exibir o novo Argo para os argentinos. Lado a lado estavam ainda alguns 500, incluindo o Abarth, e o novo Tipo, vendido na Europa. Esse carro, ao contrário do que muitos imaginam, não será o Argo sedã, quer já está sendo desenvolvido no Brasil para ocupar o lugar do Grand Siena.

MERCEDES BENZ

clase-x
A marca alemã apresentou o conceito Classe X, sua picape feita em parceria com Nissan e Renault. O lançamento vai acontecer no final deste ano e deve chegar ao Brasil só em 2019.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *