Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

BMW movido a hidrogênio só depois de 2020

Compartilhe!

A BMW confirmou que irá produzir um modelo movido a hidrogênio, mas só para a próxima década. Parceira da Toyota no desenvolvimento das células de combustível de hidrogênio, a BMW explicou que só após 2020 irá colocar esta tecnologia em seus carros. Até lá a Toyota dominou esse mercado.

 

Em julho último, a BMW -nas suas Innovation Days (evento que não envolve brasileiros, apesar da marca produzir aqui), apresentou uma Série 5 GT e também um i8 movidos a hidrogênio, revelando suas intenções nestas motorizações de emissões “zero”, que desenvolve em colaboração com a Toyota. Um dos objetivos da marca alemã passa pela otimização de um sistema de compressão de hidrogênio a temperaturas extremamente baixas, que terá por base a célula desenvolvida pela marca japonesa e aplicada no Mirai.

image_13947_0_1446220912

Embora os japoneses já tenham colocado no mercado o seu primeiro modelo movido a hidrogênio, a BMW apenas prevê comercializar estas alternativas na próxima década, como confirmou Merten Jung, responsável por este projeto na marca alemã. “Será só depois de 2020. Não temos ainda um modelo, mas como as características de nossa tecnologia favorecem veículos de maiores dimensões, será aplicada provavelmente num sedã de grande porte”. Desta forma, o Série 5 GT coloca-se como um dos maiores candidatos à estreia do hidrogênio na BMW.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español