Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Casal dá volta ao mundo num carro com 101 anos

Compartilhe!

Dar a volta ao mundo guiando um carro é sonho de muitos, mas um desafio para poucos. Fazer isso ao volante de um Ford Modelo T 1915, com 101 anos, é um desafio impressionante, mas isso é exatamente o que os holandeses Dirk e Trudy Regter estão tentando fazer.

ford_model_1-807x346

Os Regters começaram a épica viagem no verão de 2012. A equipe de marido e mulher percorreram 22.000 km em 180 dias durante a primeira etapa da viagem, que os levou desde a sua casa na localidade holandesa de Edam até a Cidade do Cabo, na África do Sul.

Em 2013, o casal cruzou os Estado Unidos e o Canadá, percorrendo 22 estados e 28.000 km  durante 180 dias. Em 2014 cobriram mais 26.000 km  através da América do Sul em mais 180 dias de viagem.

Até agora, o casal já percorreu cerca de 80.000 km visitando e apoiando vários projetos desenvolvidos pela organização internacional de apoio às crianças a “SOS – Children’s Villages”.

Durante 2016 e 2017 planeiam continuar viagem através da Nova Zelândia, Austrália, Indonésia e Índia, atravessando os Himalaias até à China, cruzando a Mongólia e regressando à Holanda pela Europa Central.

Viajar pelo mundo num Ford T de 101 anos requer uma séria dedicação, mas este modelo é muito robuso e o seu desenho simples torna fácil repará-lo a qyalquer momento.

Dirk e Trudy Regter, ambos aposentados, são proprietários desse Ford Modelo T 1915 desde 1997. Antes Dirk teve um Ford T 1923 e um Ford A 1928. A sua paixão pelos Ford antigos foi herdada do seu pai e do seu avô.

A Ford produziu 15.000.000 de Modelo T entre 1908 e 1927. A produção iniciou-se nos Estados Unidos mas rapidamente se expandiu por todo o mundo, incluindo as linhas de montagem na Alemanha, Dinamarca, Espanha, Irlanda, e Reino Unido. O Ford Modelo T ajudou a por não só a América, mas também o mundo, e isso se deve ao fato de ser acessível, confiável e fácil de manter com peças simples e intercambiáveis.

“Na África tivemos que soldar uma roda dianteira quebrada num ferreiro local,” explicou Dirk. “Sou bastante prático e uma chave de fenda, um martelo, fita adesiva, braçadeiras e esticadores podem nos levar  longe”.

O Modelo T dos Regters conta com um motor a gasolina de 3 litros e mantém as mesmas especificações de quando saiu da fábrica em 1915, exceto os pneus, que são mais largos nas rodas de madeira, tornando a rolagemo mais suave e mais confortável nos percursos mais longos. Um jogo de pneus dura cerca de 15.000 km em estradas normais, mas bem menos em alguns dos caminhos irregulares não asfaltados que os Regters percorreram em regiões como África e América do Sul.

Na fronteira da África do Sul com Botswana conhecemos um agricultor que tinha um Ford T antigo num barracão e ofereceu-nos a roda sobressalente para nos ajudar no nosso caminho,” contou Dirk.

E o ponto alto da sua viagem? “A estrada 1 de Los Angeles para San Francisco é linda, com suas encostas íngremes, desfiladeiros profundos, montanhas de um lado e vista maravilhosa do oceano do outro. É de tirar o fôlego”.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español