Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

CITROËN QUER SAIR DO BURACO COM O DS3

Compartilhe!

DS3: ousadia vai custar caro para o comprador.

A Citroën confirmou durante o evento de lançamento de seu Espaço Conceito, em São Paulo (SP), o lançamento da linha DS no mercado brasileiro. O ousado modelo DS3 será o primeiro a chegar, importado, com vendas previstas para final de maio ou início de junho.

O DS3 é equipado com motor o 1.6 turbo THP, o mesmo usado pela PSA nos Peugeot 408 e RCZ. Adaptado à gasolina brasileira, ele tem 165 cv de potência máxima, ganho de 9 cv diante do motor calibrado para a França. O câmbio será manual de seis marchas.

 Pelo que vai custar, deveria ser equipado com câmbio automático. A Citroën está focalizando o mercado do Audi A1 e do Mini, e por isso deve posicionar o DS3 na mesma faixa de preço dos concorrentes, ou seja, exagerados R$ 90 mil.

 A primeira unidade do DS3 exposta no Brasil está no novo espaço da marca, que fica na rua Oscar Freire, na capital paulista. O local funcionará, inicialmente, por um ano. Nesse tempo, terá exposições, apresentações musicais e cursos, além de loja, lanchonete e livraria. O local é aberto ao público e oferece test drive e informações sobre os produtos.

 A PSA –grupo que reúne Peugeot e Citroën- vem amargando na Europoa crise sem precedentes. Teve cerca de 7% da empresa comprada pela GM e vendeu sua sede em Paris para amenizar o prejuízo.

 No Brasil, a Citroën também ocupa posição modesta. Depois de fechar 2011 com 90.036 unidades emplacadas, crescimento de 7,11% sobre o ano anterior e participação de 2,6% no total das vendas de veículos leves no País, a marca quer agora subir para 3% este ano, com expectativa vender mais de 100 mil automóveis e comerciais leves em 2012.

Parece muito, mas não é, pois seus números são modestos. Em março, por exemplo, foram emplacadas 2.429 C3 e 738 Aircross, o que garante o 24º. e 26º. lugares, respectivamente, na lista de carros mais vendidos no Brail. A Citroën é apenas a 10ª. marca mais comercializada no País, com 5.560 carros e comerciais acumulados de janeiro a março; na primeira quinzena de abril, subiu para o nono lugar, com 3.408 emplacamentos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español