Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Custa R$ 89.990: tudo sobre o novo Nissan Kicks

Compartilhe!

Tem R$ 90 mil para gastar num SUV pequeno? A Nissan pode ter a solução para suas dúvidas: o Kicks, apresentado aos jornalistas especializados e com vendas que começam dia 5 de agosto. Compacto e ágil, é o modelo é perfeito para grandes cidades. O carrinho chega com desenho arrojado e atual, e recursos de tecnologia avançados, com foco na segurança, que aparecem pela primeira vez na América Latina. Foi o carro oficial do Revezamento da Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016 e será comercializado em mais de 80 países.

Nissan Kicks (43)

A marca chama para si o título de criadora e líder de vendas do segmento de crossovers nos principais mercados mundiais, e aplicou sua experiência global no desenvolvimento deste tipo de automóvel no Kicks. O novo modelo compacto segue a tradição de crossovers da marca japonesa, como Qashqai, Murano, Xtrail e o sempre esperado Juke, e apresenta novidades em tecnologia e equipamentos, num “pacote” típico de carros de categoria superior.

Nissan Kicks (42)

Carro oficial dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, o Nissan Kicks estará nas concessionárias da marca a partir de 5 de agosto, data da abertura dos Jogos Olímpicos. E ele nasce como um carro moderno e inovador, que utiliza avançadas soluções de construção, como aço de alta resistência e maior rigidez da carroceria, para equilibrar o desedmpenho e consumo de combustível, sem deixar de lado o conforto, posicionando-se como um dos melhores do segmento. O Brasil é o primeiro país a comercializar o novo modelo, que, em seguida, será introduzido em vários mercados da América Latina e, depois, em mais de 80 países pelo mundo.

Nissan Kicks (39)

Com linhas bem atuais e arrojadas, traz os principais elementos da assinatura de dessenho dos modelos globais da Nissan, como a grade “V-Motion” e o teto “flutuante” (solução que a GM apresentou aqui com o Agile), o Kicks teve o seu desenvolvimento fundamentado na melhor performance aerodinâmica, buscando soluções que minimizam impactos do uso, como ruídos provocados pelo vento, e colaboram para redução do consumo. É um verdadeiro crossover (misto de hatch, sedã e SUV).

Entre os destaques da lista de equipamentos do Nissan Kicks estão a câmera 360º e o Detector de Objetos em Movimento (Moving Object Detection), sistemas que utilizam quatro câmeras integradas para exibir uma visão total do carro e ajudar a alertar sobre perigos que não tenham sido notados pelo motorista.

Na parte dinâmica, o Nissan Kicks é recheado com sistemas que elevam o nível de segurança e o conforto. Entre eles, o Controle Dinâmico de Chassi (Chassi Control), que é composto pelos Controle Dinâmico em Curvas (Active Trace Control), Estabilizador Ativo de Carroceria (Active Ride Control) e Controle Dinâmico de Freio Motor (Active Engine Brake), que atuam na suspensão, freios e também na estabilidade. Eles permitem que o motorista conduza Kicks com tranquilidade e a certeza de que está em um veículo moderno, mais seguro e com tecnologia de ponta. Esta é a primeira vez que um veículo é oferecido nesse segmento do mercado brasileiro com dispositivos avançados como esses.

O Kicks também é um dos primeiros modelos da marca japonesa a aplicar o conceito de “Mobilidade Inteligente”, apresentado no Salão de Genebra deste ano, que reúne diversos recursos de engenharia, construção e tecnologia para oferecer o melhor equilíbrio entre desempenho e consumo. No caso desse novo crossover isso se traduz em um conjunto com motor moderno, câmbio XTRONIC CVT de última geração, menor peso da categoria e aerodinâmica trabalhada para ser eficiente.

O Nissan Kicks é um velho conhecido dos mais atentos. Tem feito aparições nos eventos de Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, que começaram no dia 3 de maio deste ano. A partir do início do evento, que aconteceu em Brasília, o novo modelo da Nissan iniciou uma jornada de 95 dias, somando cerca de 20 mil quilômetros rodados por todas as regiões do País.

 

GALERIA DE FOTOS

 

DESENHO

As linhas do Nissan Kicks são resultado de um trabalho conjunto entre as equipes de desenho da Nissan em várias partes do mundo, com participação do estúdio de design mundial em Atsugi, no Japão; o Nissan Design América (NDA), de San Diego, nos EUA, e o estúdiosatélite da marca no Brasil, o Nissan Design América – Rio (NDA-R). O desenvolvimento foi gerenciado em conjunto pelas equipes de engenharia do Japão e da América Latina.

A versão final de produção do Nissan Kicks manteve basicamente o mesmo desenho do Kicks Concept, visto pela primeira vez no Salão do Automóvel de São Paulo de 2014.

Com estilo dinâmico e arrojado, o novo crossover foi criado para os moradores de grandes cidades, que levam uma vida agitada e têm de encarar todos os desafios urbanos do dia a dia. É dirigido a compradores com espírito jovem, combinando vários itens de design de modelos já consagrados da Nissan, como o Qashqai e o Juke, mas com estilo próprio.

O interior funcional e com acabamento de alto padrão combina detalhes feitos especialmente para os consumidores ávidos por tecnologia, com detalhes que destacam a qualidade. O habitáculo mantém a promessa de oferecer o melhor espaço para os passageiros na categoria -mesmo com a linha de teto que remete a um cupê– assim como uma das maiores capacidades de ports-malas do segmento.

Os ocupantes dos bancos dianteiros encontram o painel ao mesmo tempo simples e elegante, noestilo dos Nissan. Chamado de “Gliding Wing” (“asa planadora), ele coloca em destaque a tela colorida de 7 polegadas do multimídia, que traz uma série de sistemas de informação, entretenimento e conexão para smartphones.

O requinte, com toques de esportividade, fica por conta do volante tipo “flat bottom” revestido de couro, enquanto que o estilo da carroceria crossover oferece campo de visão mais alto ao motorista, proporcionando sensação de segurança. A distância do solo (200 mm) e capacidade de transposição de trechos alagados (450 mm) arrematam o conjunto, fazendo com que o Nissan Kicks enfrente facilmente lombadas, asfaltos em condições precárias e situações de água acima do normal na pista. Não é um SUV e nem um jipe; é um carro adequado às durezas encontradas no dia a dia.

A frente do Nissan Kicks é destacada pela grade “V-motion”, com generosos faróis de desenho exclusivos em formato arqueado, se estendem para trás sobre os para-lamas dianteiros. Outro detalhe característico é o teto em estilo cupê, que dá a impressão de estar solto acima do carro. Por isso, na visão de perfil, os vidros parecem ser uma peça unica, que vai da frente até a traseira. As lanternas em formato de bumerangue têm muito estilo e acompanham o desenho do vidro traseiro até a tampa do porta-malas.

O conjunto é realçado por outros itens de estilo que proporcionam ainda mais dinamismo ao estilo, como os arcos dos paralamas com acabamento preto fosco, que se harmonizam com as soleiras que se estendem de uma roda a outra até o para-choque traseiro e que, por sua vez, também têm acabamento preto fosco.

Os para-lamas de grandes dimensões conferem aparência “musculosa” ao Kicks, enquanto as linhas pronunciadas, com a cintura de carroceria mais alta, contribuem para a sensação de segurança e bem-estar dos passageiros.

A coluna C “escondida” é mais uma das características encontradas em outros crossovers da Nissan mas, no desenvolvimento do Nissan Kicks, a ideia foi levada ao extremo. Formada pelo recuo localizado na porta traseira e destacado pelo uso de cor contrastante no teto flutuante, o centro da coluna C tem acabamento escuro e fosco, se unindo com o vidro traseiro.

Além disso, as rodas de liga leve aro 17 e o balanço dianteiro e traseiro menores fazem com que o carro se saia muito bem ao transpor redutores de velocidade, superfícies de rodagem em mau estado de conservação e outros obstáculos que possam ser encontrados nos diferentes tipos de piso.

INTERIOR

Espaçosa, a cabine é simples e elegante ao mesm o tempo, principalmente pelo painel limpo e despojado, que traz a última proposta da Nissan para esse componente, que remete a uma asa delta. Bem posicionados estão os mostradores. Na direita fica o velocímetro, mas na esquerda há uma tela digital, onde é possivel visualizar o contagiros  ou navegar entre 12 telas disponíveis, que mostram as informações de funções como computador de bordo, configurações

do sistema de áudio e detalhes sobre economia de combustível, além de comandos para configuração do controle do carro e dos sistemas avançados de assistência ao motorista. O GPS é exibido nesse display e no multimídia as instruções do percurso. O Nissan Kicks é o único do segmento a contar com instrumentação digital.

O multimídia conta com tela colorida, que oferece sistema completo de informações e entretenimento, navegação por satélite e áudio, pode ser totalmente integrado a smartphones, assim como acesso fácil a outros recursos como Facebook e o buscador Google Online Search. A tela também é utilizada pela câmera de ré e pelo Detector de Objetos em Movimento (Moving Object Detection).

Abaixo deste display estão posicionados os controles do sistema de aquecimento e ventilação, que conta com ar-condicionado automático, com desenho simples e intuitivo.

Cada detalhe do interior parece ter merecido atenção especial da Nissan. Como o volante, bem posicionado, cuja ergonomia foi projetada para proporcionar ainda mais firmeza em todas as manobras, de forma natural. O volante tem a base plana (flat bottom) arrematado por acabamento cromado e controles do sistema de áudio e telefone e dos displays de informação para o motorista.

Todo o interior é bem acabado. Os bancos apresentam estrutura com a tecnologia “gravidade zero”, que tem como base tecnologias e pesquisas desenvolvidas pela NASA. Com isso, proporcionam melhor sustentação do corpo, aumentando o conforto, reduzindo a fadiga e melhorando a segurança. A sofisticação do interior do Nissan Kicks é reforçada com as três opções de cores para o acabamento de couro: Preto, Macchiato (marrom escuro) e Sand (marro claro).

Graças à boa distância entre eixos de 2.610 mm, o espaço para os joelhos e para a cabeça está entre os melhores da categoria. A cabine oferece muito espaço de armazenagem, como no porta-luvas com tampa, porta-objetos mais profundos nos painéis das portas, e porta-bebidas e objetos no console central. O espaço para bagagem também é bastante generoso, com 432 litros , porta-malas entre os melhores da categoria superior.

Detalhes bem pensados aumentam a funcionalidade do modelo. O tampão do porta-malas é dobrável, com uma abertura suficientemente ampla (160 mm) para que os ocupantes possam colocar ou retirar objetos do porta-malas a partir do banco traseiro e sem ter que sair do veículo.

Ao contrário das soluções tradicionais de retirada do tampão, que normalmente tem que ser sacado ou armazenado no piso do mporta-malas, o do Kicks pode ser guardado atrás do banco traseiro, caso seja necessária uma altura maior para carga. A área do porta-malas tem ainda a praticidade de contar com ganchos em ambos os lados, sendo que cada um suporta até 3,3 kg.

MOTOR E CÂMBIO

O Nissan Kicks é equipado com a segunda geração do motor HR16DE, 1.6 de 16 válvulas. A nova versão tem 114 cv de potência máxima a 5.600 rpm e torque máximo de 15,5 mkgf a 4.000 rpm, e conta com controle de abertura das válvulas continuamente variável (CVVTCS). Para o mercado brasileiro, esse motor é flex e utiliza o sistema Flex Start System (FSS), que aquece o combustível mais rápido no caso de partida a frio, contribuindo para reduzir o consumo de combustível e as emissões. Além disso, o FSS elimina a necessidade do tanquinho adicional para armazenar gasolina.

Um novo projeto para o coletor de admissão permitiu a redução na altura total do motor e, com isso, a aerodinâmica foi beneficiada graças à linha de capô mais baixa. Como resultado do “projeto inteligente” do Kicks, o motor garante baixo consumo de combustível e desempenho quase bom. Como sempre, uns 10 cv a mais fariam grande diferença

O resultado é um crossover ágil no trânsito urbano mas um pouco lento para uso em estrada. Obteve nota “A” em eficiência energética e emissão de gases dentro do Programa de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro. Também recebeu o selo do CONPET, concedido aos modelos que participam do programa de etiquetagem que atingem grau máximo de eficiência energética. As medições do Nissan Kicks de consumo de combustível são as melhores do seu segmento: 8,1 km/litro na cidade e 9,6 km/l na estrada com etanol e 11,4 km/l e 13,7 km/l com gasolina. A velocidade máxima é de 175 km/h e a aceleração de zero a 100 km/h é feita em cerca de 15 segundos. Merecia números mais entusiasmantes.

Com tração dianteira, tem a última versão da transmissão XTRONIC CVT com “D-Stepe modo Sport, que proporciona melhor desempenho mesmo em rotações mais baixas, além de baixo consumo e, consequentemente, menores emissões. Esse câmbio traz a experiência de duas décadas da marca japonesa em inovação em transmissões continuamente variáveis. Ela é mais leve e produz menos atritos na comparação com a geração anterior, utilizado em outros modelos da marca. A redução veio também da diminuição do diâmetro das polias, da adoção de uma bomba de óleo mais compacta –que necessita de baixa viscosidade para lubrificação- e da redução das perdas de lubrificante e de pressão.

O Kicks utiliza uma nova geração da Plataforma V. Entre os benefícios, reforços estruturais que deixam o veículo mais firme e nova arquitetura da suspensão. Projetada para oferecer melhor desempenho dinâmico, conforto e força, ela também está desenvolvida da para aceitar futuros complementos. O circuito elétrico, por exemplo, foi criado de forma que outras funções possam ser incluídas futuramente sem a necessidade de desenvolvimento de um novo sistema de cabeamento.

O modelo tem novo eixo de suspensão traseiro (de torção), com travessa de maior rigidez e nova estrutura de isolamento, que oferece mais conforto de condução sem comprometer o espaço para as bagagens. A suspensão dianteira independente (McPherson com barra estabilizadora) conta com uma nova subestrutura, maior, mais robusta e tr6es vezes mais rígida se comparada a modelos menores

O conjunto de rodagem (rodas de liga leve 17×6,5) e pneus (205/55 R17) estás entre os mais largos da categoria. Também foram adotados rolamentos de menor atrito para os cubos, reduzindo a resistência o quer contribui, mesmo que discretamente, para reduzir emissões e melhorar o desempenho.

Os bons níveis de manobrabilidade e conforto de condução são resultado da carroceria altamente rígida. As manobras na cidade exigem muito menos esforço em velocidades reduzidas, mas as respostas são rápidas, proporcionando uma condução ágil e tranquila. O Nissan Kicks conta com raio de giro de 10,2 metros que, aliado à leveza da direção com assistência elétrica e à comodidade da câmera 360º, permite estacionar e manobrar o veículo sem esforço. A estabilidade direcional é boa, com baixa oscilação da carroceria, apesar da distância do solo maior.

A parte mecânica se beneficia da evolução dos sistemas eletrônicos avançados de controle como os citados Controle Dinâmico de Chassi (Chassi Control), o Controle Dinâmico em Curvas (Active Trace Control), Estabilizador Ativo de Carroceria (Active Ride Control) e Controle Dinâmico de Freio Motor (Active Engine Brake).

O Estabilizador Ativo de Carroceria utiliza sensores de aceleração que detectam o movimento da carroceria e, assim, atuam no freio motor e sistemas de freios para estabilizar o movimento da carroceria. O Controle Dinâmico em Curvas controla o movimento da carroceria entregando maior segurança e conforto em curvas ou trocas de faixa por meio do sinal do sensor de aceleração que identifica o movimento da carroceria e atua no freio motor e no sistema de freios em cada roda para reduzir o subesterço, ajudando a manter o carro na trajetória definida.

Já o Controle Dinâmico de Freio Motor recebe o sinal do sensor de aceleração e da posição do volante, atuando no freio motor para aumentar a segurança e o conforto em curvas e descidas de serras.

Nissan Kicks (71)

TECNOLOGIAS

O modelo é um crossover moderno para o que os países emergentes necessitam e podem pagar, mas seu nível de sofisticação está entre os melhores de sua categoria, graças ao emprego de tecnologias de redução dos níveis de ruído, vibração e aspereza na cabine, bem como ao ajuste do desempenho aerodinâmico.

As tecnologias incluem técnicas de montagem da suspensão que repercutem menos ruídos durante a rolagemo rolagem. Também são utilizados materiais aperfeiçoados para o isolamento do painel, bem como carpetes mais grossos e melhor vedação das portas, para reduzir o ruído no interior da cabine.

Graças ao bom desempenho aerodinâmico, o nível de ruído no interior da cabine é baixo. Ao mesmo tempo, o desenho permite maior economia de combustível. O Cx de 0,345 foi obtido por meio de uma gestão afinada do fluxo de ar dentro, ao redor e sobre a carroceria.

Só o vidro traseiro inclinado já poderia prejudicar o Cx. Para contornar esta situação sem comprometer o design do veículo, os engenheiros da Nissan desenvolveram um spoiler de teto sutil, além de defletores nas laterais traseiras em ângulo fechado e um para-choque reentrante para alterar o ângulo na traseira e evitar turbulências nesta área do veículo.

Outras estratégias combinadas voltadas à aerodinâmica facilitam o fluxo de ar sobre o veículo, como molduras nos arcos de roda, colunas do para-brisa mais estreitas e defletores perto dos pneus.

Entre os outras tecnologias, o Kicks também conta de série com o Sistema de Auxílio de Partida em Rampa (Hill Start Assist), que “segura” o carro no freio automaticamente (por cerca de 5 segundos) em subidas sem a necessidade de intervenção do motorista.

As quatro câmeras localizadas na frente, na traseira e junto dos espelhos retrovisores oferecem uma vista aérea de 360° do veículo, que pode ser exibida no monitor central e utilizada como assistente de estacionamento. Quando detecta um objeto em movimento, como um pedestre, o sistema emite um aviso sonoro para alertar o motorista sobre o perigo potencial, para evitar um acidente.

Disponível inicialmente na versão SL, a mais completa da linha, o Nissan Kicks é muito bem equipado de série. Além das inovações que traz para o segmento, o novo crossover da Nissan vem equipado com itens como sensor de estacionamento; controles eletrônicos de tração e estabilidade; travamento central automático das portas e do porta-malas com o veículo em movimento (a partir de 24 km/h); abertura e fechamento das portas e vidros dianteiros e traseiros através de controle remoto da chave; fixadores traseiros para cadeiras de crianças (ISOFIX); airbags frontais, laterais e de cortina; retrovisores externos com regulagem elétrica e LED indicador de direção; sistema eletrônico de ignição (botão Push Start); banco traseiro bipartido 60/40 dobrável; acendimento automático dos faróis (sensor crepuscular); apoios de cabeça dianteiros e traseiros separados e ajustáveis para os 5 ocupantes e ar-condicionado automático digital, entre outros.

Qualidades o Kick tem, e muitas. Resta agora convencer os interessados que vale a pena investir R$ 89.990 no modelo. Fica devendo apenas um pouco mais de potência e torque, e por consequência, desempenho mais esportivo, como seu visual sugere.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español