Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

GM aprova novos investimentos na Opel

Compartilhe!

A General Motors aprovou os planos da Opel para o futuro. Entre os projetos, está a construção de um SUV e investimentos nas fábricas da Alemanha e na Polônia.

imagesCCKAES5W

Serão US$ 305 milhões de investimento a ser feito na unidade fabril de Russelsheim, Alemanha, para que ali possa ser construído um novo SUV. Investimento autorizado pela GM, que aposta muito na recuperação e desenvolvimento da Opel na Europa.

Segundo declarações de Mary Barra, CEO da GM, durante visita a Russelsheim -a segunda deste ano- o veículo será o segundo top de linha da marca ao lado do Insígnia. O modelo nascerá no final desta década e não existem mais detalhes. Esta SUV se chamará Monza e utilizará uma plataforma vinda dos Estados Unidos, mais precisamente da Buick, e segundo a imprensa alemã, o modelo estará à venda em 2019. E para completar esta informação, Karl-Thomas Neumann, chefão da Opel, afirmou em março que a marca iria se voltar mais para os crossovers e SUVs, devido à procura cada vez maior por esses modelos.

Além disso, a Opel vai ainda investir mais de us$ 600 milhões na produção de novos motores e caixas de câmbio na Alemanha e na Polônia, na sua fábrica de Tychy na Polônia. “A Opel é muito importante na estratégia da GM. Os novos investimentos ajudarão a rejuvenescer a imagem da marca e a reforçar a nossa posição no mercado europeu”, airmou Mary Barra.

Segundo declarações feitas por executivos da GM em 2013, a Opel está investindo US$ 5 bilhõesaté 2016 para melhorara sua linha de produtos com 23 novos ou remodelados modelos e 13 novos motores. No mês de fevereiro, a Opel tinha assinado o novo contrato com os trabalhadores da empresa nas suas fábricas de Russelsheim, Kaiserslautern e Eisenach, que inclui um acordo de proteção dos postos de trabalho até 2018.

A Opel está revertendo a tendência de perda de vendas e de rentabilidade, graças ao sucesso de modelos como o Adam e o Mokka, vendo as vendas crescerem 8% (indo para as 753 992 unidades) nos primeiros 10 meses de 2014, isto num mercado que está subindo 6%.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español