Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

GM estuda a compra de empresas de tecnologia

Compartilhe!

Depois de anunciar uma enxurrada de carros elétricos para os próximos anos, a General Motors está agora analisando oportunidades para aumentar as suas operações na área da condução autônoma por meio de aquisições.

Mary Barra, chefona da GM: planos ambiciosos e aposta nos elétricos e autônomos.

 

O maior grupo automóvel dos Estados Unidos adquiriu recentemente a Strobe, empresa com sede em Pasadena, na Califórnia, especializada na tecnologia lidar (Light Detection And Ranging). Trata-se de uma tecnologia óptica de detecção remota, que mede propriedades da luz refletida, de modo a obter a distância e/ou outra informação a respeito um determinado objeto distante. O método mais utilizado para determinar a distância a um objeto é a utilização de laser pulsado. 

No terceiro trimestre, a GM registou prejuízo de US$ 3 bilhões, devido aos US$ 5,4 bilhões em custos relacionados com a venda da Opel/Vauxhall à PSA e a baixas na produção de veículos. O resultado operacional antes de impostos baixou 31%, para US$ 2,5 bilhões.

As receitas caíram 14%, para US$ 33,6 bilhões, devido a uma queda de 25% (268 mil veículos), na produção na América do Norte. Este corte de produção destinou-se a fazer baixar em 160 mil unidades o número de veículos em estoque, caindo para 821 mil.

No total acumulado dos primeiros nove meses do ano, as vendas mundiais da GM caíram 157 mil unidades, num ligeiro recuo diante do mesmo período do ano passado.

Apesar da baixa, e numa base de resultados ajustados antes de impostos, a GM registou lucros em todas as regiões, o que não acontecia desde o último trimestre de 2014. Na América do Norte, os resultados foram de US$ 2,1 bilhões, com margem de 7,5%.

Na América do Sul, os US$ 52 milhões de ganhos é o primeiro resultado positivo desde 2014. As operações internacionais, que incluem a China, fecharam o trimestre com US$ 337 milhões de lucro. O braço financeiro teve um resultado líquido de US$ 212 milhões.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español