Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

IRMÃO DE QUEM ?

Compartilhe!

Você já deve ter se pergun­tado como seria o desenho do Opala, da Caravan ou do Monza se a GM resol­vesse voltar a fabricá-los. Mas se você não teve tempo de pensar nis­so, ou não tem idéia de como seriam, alguém pensou por você.

Como seria a Caravan: o cara tem talento, não tem?

Nascido e criado em Itapetininga (SP), Eduardo Oliveira é o responsá­vel pelo blog “Irmão do Décio”. Aos 36 anos, Du Oliveira, como é conhe­cido, é administrador de empresas, mas também atua como designer gráfico e ilustrador. E de sua imagi­nação e talento surgem na mídia, de vez em quando, interessantes “atua­lizações” de carros do passado.

O designer em mais um projeto.

Desde pequeno Du gos­ta de desenhar. Um pouco maior, descobriu a paixão por carros. Se­gundo ele contou, não foi difícil unir as duas paixões. E foi assim que surgiu o blog. Criado sem maiores pretensões, a idéia do “irmão do Dé­cio” era ter um espaço apenas para postar suas opiniões e projetos. Sem um conceito definido, o blog não ti­nha nome, então durante o cadastro, ficou “irmão do Décio”.

QUE NOME É ESSE ?

Um tanto quanto diferente, o nome surgiu devido às caricaturas que Oli­veira fazia. Sem nunca ter visto pes­soalmente, desenhava os colegas de trabalho do irmão Décio, basea­do somente na descrição do próprio. Quando as pessoas viam o resultado final dos rabiscos, sempre diziam: “Só pode ser o irmão do Décio”…

Concorrente do Fiat Stilo ?

Sem acessos, o blog funciona­va mais como arquivo pessoal. Cer­to dia, Oliveira decidiu publicar no blog os desenhos que fazia de uma de suas paixões: os carros antigos. Mas esses desenhos tinham uma pe­culiaridade: os carros eram reestili­zados e projetados como se fossem entrar em produção colocados à venda atualmente. Assim, o blog começou a ter inúmeros acessos e já não era possível, ou interessante, trocar o nome da página na internet.

Como a série limitada do Chevette GP seria atualmente, na mente de Du Oliveira.

Como desenha por hobby, Oli­veira não demorou muito para ter em seu blog vários “novos modelos” de carro. Como retorno, além de um belo portfólio, seus trabalhos ficaram conhecidos em vários países, inclu­sive na Europa.

Monza SR: mais bonito que muito esportivo vendido atualmente.

Como não poderia faltar, um contratempo ocorreu há alguns meses. Seus desenhos estavam ganhando muita repercussão e alguns desa­visados chegaram a acreditar que eram “segredos” de fábrica. Alguém denunciou a página de Du para uma montadora, alegando que ele estava fazendo uso indevido e explorando a imagem da empresa e dos veículos. Após muitas reuniões e conversas, Oliveira mostrou seu trabalho e con­venceu a montadora –de origem ale­mã- de que não existia má fé, mas na verdade aquilo era uma homenagem aos carros que colaboraram para a construção do cenário automobilís­tico que vivemos. A montadora em questão mudou de idéia, ficou im­pressionada com o talento do irmão do Décio e até o convidou para co­nhecer o centro de desenvolvimento de design da empresa.

Você compraria um se ele fosse assim?

NAS RUAS

Para Du, um prêmio que este tra­balho traz é de ver um carro projeta­do por ele nas ruas. Freqüentemente pessoas entram em contato para via­bilizar o comércio dos projetos publi­cados no blog. Além disso, de vez em quando surgem empresários que desejam ingressar no ramo automo­tivo e fabricantes de modelos fora–de–série. Atualmente Oliveira tem colaborado com o desenvolvimento do primeiro triciclo elétrico fabricado em série no Brasil.

Se o Monza SL ainda fosse fabricado e tivesse esse desienho, qual você escolheria: ele, Corolla, Civic ou Accord ?

Para ele, a chegada dos chine­ses e coreanos no mercado mundial e brasileiro foi salutar. “Os europeus e americanos tem que correr atrás desenvolvendo carros de desenho cada vez mais agressivo, buscando linhas mais complexas e os renovan­do em menos tempo. E a indústria brasileira, apesar do potencial para criar belos carros, poderia arriscar mais, ousando em seus produtos com maior freqüência” afirmou.

Mesmo sendo apaixonado por clás­sicos do passado, Oliveira não acre­dita que estes carros fariam o mesmo sucesso se lançados hoje. Como qual­quer apaixonado por automóveis, Du Oliveira se impressiona com os supe­resportivos, como o Chevrolet Cama­ro. Sua preferência é pelos dese­nhos de carros mais populares, mas lembra do processo de reestilização da Cadillac, cujas linhas retas estão trazendo de volta o charme e glamour que sempre rodearam a marca.

Um Clássico da Ford, que continuaria encantando. Genial.

FEIURA COREANA

Para encerrar, ele afirmou que os carros franceses estão num meio ter­mo: alguns são bonitos, outros horro­rosos. Mas a marca que supera todas em feiura é a coreana Ssangyoung: “nada contra, mas o visual deles ainda é muito estranho”, garante.

Para conhecer mais detalhes do trabalho do “irmão do Décio”, ou Du Oliveira, visite o site. Você se surpre­enderá, e ainda poderá sonhar com aquele modelo que você tanto gosta ou que fez parte da sua adolescên­cia, visualizando como ele seria nos dias atuais.

Acesse:

www.irmaododecio.blogspot.com.br

Sem perder a elegância, os Simca preservariam as linhas arredondadas, seguindo a tendência dos sedãs atuais.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *