Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Militec censurou a Quatro Rodas!

Compartilhe!

AUTO&TÉCNICA, em defesa da liberdade de expressão, do livre jornalismo e principalmente dos direitos do consumidor, repudia a censura imposta à matéria de Quatro Rodas, que expõe a verdade sobre o produto Militec, e espera que os órgãos competentes resolvam rapidamente esta absurda situação.

É isso mesmo, uma reportagem da Quatro Rodas, publicada no dia 15 de agosto, foi censurada e teve que ser retirada da internet por determinação da juíza Beatriz Fruet de Moraes, do Tribunal de Justiça do Paraná. A juíza atendeu pedido da Militec um dia após a publicação da matéria, que traz a público, com embasamento técnico e testes, a verdade sobre o tal condicionador de metais.

A Quatro Rodas divulgou o laudo de um relatório de testes feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) e publicou a seguinte reportagem: “Militec-1 pode ser corrosivo para o motor e não tinha registro na ANP”. Além disso, em 1994 o produto foi testado nos Estados Unidos pela marinha americana e reprovado por conter cloro, componente químico que gera cloreto ácido, que pode oxidar rolamentos e outros componentes do motor.

Em um dos trechos do longo laudo emitido pela ANP, que condena o Militec-1, encontramos:

“A composição está em desacordo com a declarada pelo produtor. Destaca-se, ainda, que a presença de cloro pode levar à formação de cloretos ácidos, mesmo a baixas temperaturas (120°C), que podem ocasionar a elevação do índice de acidez do produto, acarretando em problemas de corrosão dos motores, diminuindo sua vida útil”.

Recentemente consultamos a Petronas sobre esse tipo de produto, que foi categórica em afrmar que “não funcionam e que os óleos lubrificantes já contém os aditivos e componentes necessários. Qualquer produto adicionado pode alterar as caracteristicas do lubrificante, reduzindo sua eficiência”.

O fabricante do produto, que é norte-americano, declara que o Militec não é um aditivo, e sim é um condicionador de partes metálicas. E que, além de motores, conserva e recupera também câmbios, ar condicionado, compressores, máquina hidráulicas etc. Um verdadeiro milagre, que pode custar caro a médio prazo. Esqueça.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *