CarrosTecnologia

Mini-Twingo chinês da Renault é o elétrico de baixo custo

Compartilhe!

Apesar de ter no Dacia Spring/Renault Kwid E-TECH um dos modelos elétricos mais acessíveis do mercado mundial, o Grupo Renault e a sua parceira chinesa JMEV (Jiangling Motors Electric Vehicle) criaram um elétrico ainda mais barato, o JMEV Xiaoqilin.

por Marcos Cesar Silva

Com 3,44 metros de comprimento, 1,64 m de largura e uma distância entre eixos de 2,34 m, o Xiaoqilin é menor que o Kwid (3,73 m de comprimento) ou até mesmo que o Fiat 500 (3,63 m). É uma daquelas boas opções para uso urbano.

Visualmente, o JMEV Xiaoqilin não esconde a inspiração que teve em modelos como os Toyota Aygo ou Suzuki Alto, mas seu principal reflexo parece ter vindo mesmo do atual Renault Twingo. É um carro bonitinho dentro da sua proposta, e está sendo chamado de mini-Twingo.

Isso fica evidente em especial na traseira que, para os mais desatentos, até pode ser confundida com a do carrinho francês (que do Twingo original tem apenas o nome), que também tem uma versão elétrica. Já no interior reina a simplicidade quase franciscana, e nem sequer conta com uma telinha touchscreen central.

Para dar vida a este modelo urbano temos um motor elétrico com apenas 35 cv (o Kwid tem 44 cv) que é alimentado por uma bateria LFP (fosfato de ferro-lítio), consideravelmente mais barata. A autonomia ainda não foi revelada.

Mas que o Terceiro Mundo não se anime. O JMEV Xiaoqilin deverá ficar restrito apenas ao gigantesco mercado chinês. Tendo em conta as exigências obrigatórias em segurança da Europa e outros mercados, é pouco provável que o vejamos aqui no Brasil; por outro lado, seria um sério rival para o Dacia Spring/Kwid E-TECH.


Compartilhe!
1713633364