CarrosSlide

Rússia: o novo Lada Vesta NG chega às concessionárias

Compartilhe!

O novo Lada Vesta NG finalmente chega às concessionárias russas

A marca Lada é velha conhecida dos brasileiros, por conta dos Laika, Niva e Samara que foram vendidos aqui nos anos 1990. A marca sumiu do Brasil, mas continua viva em seu país de origem a Rússia. A novidade por lá é o Lada Vesta NG (de New Generation) -sedã e station wagon Vesta Cross-, que está finalmente pronto para lançamento na Rússia e em alguns outros mercados da região. Na verdade o modelo chega com mais de um ano de atraso, devido à situação complicada que as empresas de componentes locais passaram a enfrentar após as sanções or conta da guerra com a Ucrânia. Mesmo assim, a marca conseguiu mandar para as suas concessionários uma opção despojada deste simpático modelo.

por Ricardo Caruso

Com a saída da Renault da participação acionária da empresa, as coisas para o Lada Vesta “Next Generation” têm sido complicadas. E muito. Em todo caso parece haver algum tipo de acordo com os franceses, já que alguns itens, como os botões de controles internos que vemos nas imagens são de origem Renault/Dacia. E assim a Lada vai se virando, em tempos difíceis.

O Lada Vesta NG deveria ter chegado às lojas há muitos meses, equipados com motores Renault turbo e melhorias significativas em termos de segurança, com destaque para o cruise control adaptativo, aviso de troca de faixa ou detecção de objetos em ponto cego e em manobras de marcha à ré. Esses itens estarão disponíveis, mas de forma limitada.

Externamente o novo sedã é muito semelhante ao modelo comercializado até agora, embora curiosamente 80% das peças sejam novas. Destaque para os novos faróis com tecnologia LED, detalhes cromados e o novo desenho dos para-choques. O modelo wagon tem desenho bastante atraente (é o movimento “save the wagons” felizmente em ação…) também estreia novo rack de teto mais atraente e aerodinâmico.

O interior mostra um enorme salto de qualidade, ostentando nas versões níveis mais completos uma grande tela touchscreen de 14 polegadas. A instrumentação digital configurável também é toda nova e pela primeira vez foram aplicados materiais macios para cobrir o painel e a área superior dos forros das portas.

A empresa está à procura de um novo fornecedor para obter controles de ar-condicionado mais atuais, que chegarão aos carros junto com o controle automático de climatização, que faz parte do projeto mas não está disponível por enquanto. Tanto o controle de estabilidade quanto o sistema de freios ABS e boa parte da parte eletrônica agora vem da China, e apesar de passarem por um processo criterioso de controle de qualidade, podem gerar certas dúvidas nos consumidores.

A oferta mecânica foi a mais afetada de todas. Ele começa com o antigo motor 1.6 8V de 90 cv, com câmbio manual de cinco marchas, e termina por enquanto com o 1.6 16V de 106 cv, também com câmbio manual. Até 2024 a Lada espera poder oferecer o 1.8 16V com 122 cv e uma nova transmissão automática do tipo CVT. Foi preciso esquecer o esperado turbo, pelo menos a curto prazo.

As primeiras unidades do renovado Lada Vesta NG já estão chegando às concessionárias russas e, no segundo semestre, também devem ser comercializadas em outros lugares, como Belarus. O ruim é que existem naquele mercado muitos modelos chineses mais equipados por preço menor, algo que vai complicar muito as coisas para o recém-chegado.


Compartilhe!
1713140164