SlideTecnologia

Oficial: tudo sobre o Renault 5 E-Tech 100% elétrico

Compartilhe!

O Renault 5 E-Tech 100% elétrico é um carro único. Para o Grupo Renault, representa a estratégia de relançamento do programa “Renaulution”, bem como uma importante renovação em termos industriais e m importante passo na transição para a era elétrica da marca.

por Marcos Cesar Silva

Desenvolvido por meio de métodos de trabalho inovadores, o modelo de produção traz toda a magia e impacto de um concept car. Foi desenvolvido em apenas três anos, em vez dos habituais quatro. Repleto de tecnologia elétrica e digital, terá também preço competitivo. Para alcançar este resultado no segmento dos urbanos elétricos compactos e acessíveis, o Grupo recorreu ao que tem de melhor em casa, em especial à própria Renault, à Ampere (empresa do Grupo Renault especializada em veículos elétricos e software), e à Mobilize.

“Alguns produtos são mágicos. Não é preciso discussões intermináveis. Todos sabem o que tem que ser feito. E simplesmente fazem, não há inércia. Quando uma empresa recria um automóvel que deixou memórias tão boas, como o Renault 5, é dedicada uma enorme dose de amor. Isto é sempre algo promissor para o futuro, pois é reconhecido pelos clientes. Eles podem ver o amor que foi colocado no projeto deste automóvel”, explicou Luca de Meo, chefão do Grupo Renault.

Para este projeto, o Grupo apoiou-se na sua nova organização multi-especializada, que foi criada para acompanhar a evolução tecnológica deste setor da eletrificação, com uma abordagem ágil, inovadora e eficiente. Por exemplo, a Ampere trouxe para a Renault uma vantagem competitiva inegável, com o rápido desenvolvimento de uma plataforma original dedicada aos automóveis elétricos pequenos, junto com um forte ecossistema industrial na Europa. Assim, a Renault está em condições de desenvolver uma nova linha de automóveis elétricos atrativos, processo que é liderado pelo Renault 5 E-Tech 100% elétrico.

O Renault 5 E-Tech 100% elétrico é um automóvel diferente de todos os outros. Foi criado não só para apoiar a transição para a mobilidade elétrica e conectada –como parte de uma abordagem mais ecológica e sustentável-, mas também para desempenhar papel fundamental na transformação do Grupo Renault numa empresa automotiva de nova geração.

“Para desenvolver este carro em apenas três anos, com nível de qualidade tecnológica elevado, todas as decisões tiveram de ser disruptivas e a nossa organização tão ágil quanto possível”, reforçou de Meo. “Para este projeto, em que invertemos a nossa abordagem normal de trabalho, pudemos tirar partido da AmpR Small, a nossa plataforma totalmente elétrica única na Europa, e otimizar os custos em toda a cadeia de valores, a fim de manter a rentabilidade, oferecendo ao mesmo tempo a melhor tecnologia para veículos elétricos e digital. A indústria está sofrendo mudanças significativas, mas acredito que este carro abrirá novos caminhos para a Renault. Está no centro da batalha para reinventar a indústria europeia contra a concorrência vinda em especial da China. Com este veículo, estamos provando que a produção na Europa, na França, é realmente possível”.

Quando o Renault 5 foi lançado, em 1972, o seu design original e moderno causou sensação. Os para-choques em plástico, a carroceria em cores vivas e os faróis e lanternas davam a ele um aspeto arrojado. Posicionado no mercado para refletir a mudança que se vivia na sociedade na época, foi sucesso imediato, em especial entre mulheres e jovens, uma nova base de clientes na época.

E como se recria um ícone automotivo cuja popularidade nunca diminuiu? Qual é a melhor maneira de o transformar num novo objeto de desejo, não só para os que recordam o Renault 5 original, mas também para as gerações mais jovens com expectativas diferentes, num mundo em plena transição elétrica e digital? Que valores devem orientar este renascimento? São algumas das questões que influenciaram o trabalho da equipe de projeto, desde os aspectos visuais até ao desenvolvimento e lançamento deste novo Renault 5 para o século XXI.

A equipe de desenho teve muito para experimentar. Adotaram uma abordagem profundamente emotiva no seu trabalho, usando um estilo “retrô-futurista”. Cores chamativas, faróis ousados, lanternas traseiras verticais, detalhes esculpidos, teto colorido, grade de ventilação no capô e muito mais: o Renault 5 E-Tech 100% elétrico reencarna com muitas referências ao estilo do seu antecessor. A ideia era dar uma nova roupagem aos detalhes que estão na memória das pessoas, em sintonia com o século XXI e com a transição elétrica.

A grade no capô do modelo original foi reinventada para acompanhar os novos tempos. Atualmente, é um indicador de carga com a forma do número 5. Quando o motorista se aproxima do veículo, o indicador acende, criando a estreita sensação de interação entre o homem e a máquina. Outro exemplo de interface humanizada é a sequência de boas-vindas dos faróis LED, em forma de pupila, que “piscam” ao motorista. Ausentes do projeto do Renault 5 original, mas hoje indispensáveis para uma eficácia otimizada, são os elementos aerodinâmicos. Atualmente estão presentes, mas são invisíveis, como o vidro colocado sobre as luzes traseiros para otimizar o fluxo de ar.

“Recorremos a pedaços de memória coletiva que traduzimos de forma muito contemporânea para criar o R5 de amanhã. Não queríamos que o Renault 5 E-Tech 100% elétrico fosse nostálgico ou vintage. Queríamos provocar emoções e criamos um automóvel vibrante, enérgico e avançado”. Gilles Vidal, vice-presidente de Desenho da Renault & Ampere

A emoção inspirada pelo visual exterior reflete-se no interior. O motorista é acolhido de forma particularmente “calorosa”. O Renault 5 E-Tech 100% elétrico dispõe de uma grande tela touchscreen multimídia de 10 polegadas, com uma interface fácil e luminosa. O desenho gráfico e sonoro da sequência de boas-vindas foi desenvolvido em colaboração com o Ircam, instituto de música e som, e com Jean-Michel Jarre. O famoso artista, é um pioneiro da música eletrônica, com paixão pela tecnologia. Também desenvolveu as sonoridades a bordo e o VSP (“Vehicle Sound for Pedestrians”), um alarme externo emitido pelo automóvel a velocidades inferiores a 30 km/h, para avisar os pedestres.

Para garantir que o modelo de produção oferece todos os atrativos do carro conceito apresentado em janeiro de 2021, as equipes de desenho, engenharia e produto trabalharam em conjunto como parte do processo “do esboço até o produto final”. O desenho de um veículo é normalmente adaptado à plataforma sobre a qual será construído. No entanto, neste caso, os engenheiros trabalharam em sentido inverso, desenvolvendo antes a plataforma do projeto. O Renault 5 E-Tech 100% elétrico é o primeiro modelo inteiramente concebido sobre a AmpR Small, a nova plataforma Ampere dedicada aos automóveis elétricos do segmento menor. Trata-se de um carro único, com vantagens competitivas reais: piso plano, distância entre-eixos longa (2,54 m), espaço interno e capacidade do porta-malas otimizados (326 litros), centro de gravidade mais baixo e peso reduzido (menos de 1.500 kg).

A plataforma AmpR Small permitiu, igualmente, realizar economias de escala em numerosas áreas, sem comprometer os componentes elétricos ou as tecnologias úteis para os clientes. Graças a esta abordagem nova e ousada, a Renault conseguiu reduzir o tempo de desenvolvimento do carro para apenas três anos.

O Renault 5 E-Tech apresenta um novo carregador AC bidirecional, compatível com as tecnologias V2L (“Vehicle-to-Load”) e V2G (“Vehicle-to-Grid”). Este sistema pioneiro está destinado a ser amplamente utilizado na marca. Tornará o veículo um verdadeiro interveniente no ecossistema energético por meio dos serviços da Mobilize, alimentando a rede com eletricidade isenta de carbono. Os usuários se beneficiarão, assim, de economias significativas nas suas contas de eletricidade.

Sob o capô, o motor do Renault é mais compacto do que os motores do Megane E-Tech 100% elétrico e do Scenic E-Tech 100% elétrico, nos quais se baseia. Mantém-se fiel à tecnologia de rotor bobinado, preferida pela Renault. Como não tem ímâs permanentes, não utiliza minérios raras, reduzindo assim o impacto ambiental. Aproveitando a experiência dos seus antecessores em termos de durabilidade, o motor estará disponível com três potências: 110, 90 e 70 kW. O modelo mais potente pode atingir até 150 km/h e acelerar de zero a 100 km/h em menos de 8 segundos.

O Renault 5 E-Tech é um automóvel polivalente, tanto em cidade como em estradas, com autonomia de até 400 km (norma WLTP). Pode mesmo rebocar algum equipamento, com capacidade de reboque de 500 kg, raridade no segmento dos citadinos elétricos. Acima de tudo, é extremamente ágil, com suspensão dianteira otimizada e um raio de esterço reduzido. A suspensão traseira multi-link, inspirada nos carros da marca de segmentos topo de linha, o que proporciona níveis de aderência e desempenho até agora desconhecidos neste segmento. Tudo isto promete prazer de dirigir excepcional, sem renunciar ao conforto.

O modelo é um automóvel de alta tecnologia, repleto de inovações utilizadas de forma inteligente para proporcionar uma experiência única a bordo, com vantagens práticas para o conforto e segurança dos ocupantes. Esta abordagem funcional pode ser resumida assim:

  • Conectado

O Renault 5 E-Tech 100% elétrico está equipado com o sistema OpenR Link de nova geração, com Google integrado, e mais de 50 aplicativos e serviços práticos, como um planejador de viagens com pontos de recarga em modo elétrico.

  • Intuitivo e acolhedor

Junto com os serviços conectados do Google, o Renault 5 E-Tech 100% elétrico estreia o Reno, um avatar interativo que é também um companheiro de viagem inteligente e útil. Desenvolvido pela Renault para proporcionar aos clientes uma experiência elétrica mais agradável e mais intuitiva, o Reno tem uma verdadeira “personalidade”. Criado para responder às perguntas e instruções de comando do usu[ario (por exemplo: “Ei Reno, marcar um carregamento para as 8 horas de amanhã” ou “Ei Reno, como posso aumentar a autonomia?”), este sistema confere ao automóvel uma relação plena de empatia.

  • Confortável

O conforto sonoro é otimizado pelo sistema de insonorização patenteado “Casulo Inteligente” e pelo para-brisa acústico, uma caraterística emprestada de modelos de segmentos superiores. Para o conforto térmico, uma bomba de calor econômica poupa a energia da bateria.

  • Seguro

Na vanguarda da segurança, o Renault 5 E-Tech 100% elétrico dispõe de ajudas à condução (ADAS), provenientes de segmentos acima, como o cruise control adaptativo inteligente que “lê” a estrada, e o Active Driver Assist, tecnologia de condução automatizada de nível 2. Inclui também tecnologias inovadoras para facilitar o trabalho dos serviços de socorro em caso de acidente (Fireman Access, Pyroswitch e Rescue QRCode). O novo sistema de frenagem One Box reduz para a metade o tempo de reação da frenagem automática. Por último, o Safety Coach, que auxilia o motorista na redução do risco de acidente.

O Grupo Renault compromete-se a produzir o Renault 5 E-Tech 100% elétrico –e a sua bateria– na França, a partir de 2025. Os automóveis e as baterias serão montados na fábrica de Douai, que foi um dos locais de produção do Renault 5 original. O motor (máquina elétrica, redutor, eletrônica de gerenciamento de potência) será fabricado em Cléon e os módulos produzidos pela Gigafactory de Douai (parceria com a Envision AESC) também a partir de 2025. Até 2030, a pegada de carbono dos módulos será 35% inferior à do ZOE.

O Renault 5 E-Tech 100% elétrico será construído no Norte de França, recorrendo a um sistema compacto de fornecedores situados num raio de 300 km do complexo ElectriCity. Esta aposta na produção local competitiva é a base do desenvolvimento de um “vale do silício” europeu, especializado na cadeia de valor dos veículos elétricos. Contribuirá para garantir empregos e reduzir a poluição ambiental.

Sempre à frente do seu tempo, o Renault 5 original foi o primeiro automóvel a baixar a média de consumo de combustível da simbólica marca dos “20 km/litro a 90 km/h”, e chegou a estar disponível em versão elétrica em 1974, com autonomia de 110 km! Marcou, também, o início do eco-design, com o teto feito de fibras naturais, coladas, para melhorar a insonorização, o espaço interno, o desenho e o consumo de combustível. Visionário até ao fim, lançou um último desafio em 1986, aventurando-se na economia do reaproveitamento, com modelos Renault 5 recondicionados de fábrica.

Este conceito se mantém vivo no projeto do Renault 5 E-Tech 100% elétrico. Apoiando-se na experiência da “The Future is NEUTRAL”, a filial do Grupo Renault especializada em reciclagem, e em conformidade com os compromissos da marca, o modelo atingirá um nível global de reciclabilidade de 85%, com 22% de materiais provenientes da reutilização, incluindo 41 kg de polímeros reciclados. Os tecidos dos bancos serão integralmente reciclados nas versões Techno e Iconic Cinq. Este último incluirá, também, materiais de origem biológica para o volante e isolamento interior.

O lançamento oficial do Renault 5 E-Tech 100% elétrico acontecerá em setembro deste ano. O Renault chegará ao mercado europeu custando US$ 27 mil (25 mil euros), o que equivale hoje a aproximadamente R$ 146 mil.

Renault 5: o original (esq.) e o conceito elétrico.


Compartilhe!
1713368590