Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Sergio Marchionne deixa a Fiat-Chrysler em 2018

Compartilhe!

Sergio Marchionne anunciou que não continuará a desempenhar as funções que ocupa na FCA (Fiat-Chrysler) a partir de 2018, logo depois de ter concluído o plano do grupo para os próximos anos.

images

Na função desde 2004, o italiano é atualmente o CEO há mais tempo em ação entre os principais construtores europeus. O carismático e eficiente gestor afirmou que pretende se envolver num projeto de outra natureza. Marchionne, responsável pela recente fusão com a norte-americana Chrysler, tem como objetivos a médio prazo o reposicionamento da Alfa Romeo como marca mais sofisticada, e da Jeep como empresa global.

Questionado sobre a sua sucessão e se isso afetará a empresa, o italiano de 62 anos afirmou que “com certeza o próximo CEO fará várias coisas de forma diferente. Aliás, o cargo terá de ser redefinido”.  Sobre potenciais substitutos, a imprensa internacional destaca o nome de John Elkann, membro da família Agnelli, fundadora da Fiat. Mas é quase certo que o novo CEO será um gestor profissional, a recrutado fora da família. 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español