Ultima Hora

Vem aí os cintos de segurança aquecidos

Compartilhe!

Depois do volante, bancos e apoios de braço aquecido, vêm aí os cintos de segurança também aquecidos. Esses recursos são pouco conhecidos no Brasil, mas muito importantes em países frios. Além de salvar milhares de vidas todos os anos e reduzir as consequências de acidentes, os cintos de segurança evoluíram nos últimos anos, graças a sistemas de ajuste automático, assistência que evita a sonolência por meio de “empurrões” no cinto de segurança ou mesmo airbags instalados no próprio cinto.

por Marcos Cesar Silva

A ZF criou e desenvolveu o ZF Heat Belt, uma opção de cinto de segurança aquecido para veículos elétricos. Esta tecnologia permite que os motoristas reduzam a energia utilizada para aquecer o veículo, especialmente em combinação com outros tipos de aquecedores, como o banco e volante aquecidos.

correias aquecidas
Na câmera térmica, destaque para a diferença de temperatura oferecida pelos cintos de segurança com aquecimento.

De acordo com a própria ZF, esse sistema pode aumentar a autonomia em até 15% ao dirigir um carro elétrico em situação de clima frio. O cinto de segurança aquecido ZF é baseado em um cinto especial com filamentos de aquecimento integrados que aumentam muito pouco a espessura do tecido. Isso facilita a integração à arquitetura dos carros para os fabricantes e oferece aos ocupantes o mesmo conforto e segurança que as alças de cinto comuns. O cinto aquecido é projetado para proporcionar aos ocupantes uma sensação uniforme de calor perto do corpo.

Os filamentos elétricos incorporados ao cinto não alteram a espessura do equipamento.

O ZF Heat Belt pode fornecer calor próximo ao corpo imediatamente após o motorista começar a dirigir, geralmente entre 36 e 40oC. Em combinação com assentos aquecidos, o cinto de segurança aquecido tem o potencial de proporcionar conforto aos ocupantes rapidamente. Em veículos elétricos, o sistema de ar condicionado é alimentado pela corrente da bateria, uma vez que não há calor residual utilizável como acontece com o motor de combustão. Assim, reduzir a quantidade de corrente da bateria usada para aquecer o interior do veículo pode permitir um ganho de autonomia.

De acordo com a própria ZF, não são necessários retratores especiais em outras posições de instalação, uma vez que todas as características relevantes do cinto de segurança convencional permanecem as mesmas.


Compartilhe!
1719201825