COVID-19

Coronavírus: não esqueça de ligar o carro de vez em quando

Compartilhe!

As restrições à circulação por conta da pandemia de coronavírus ode fazer com que você esqueça o automóvel na garagem. Por isso fica a dúvida. Ligar o motor de vez em quando, durante este período de quarentena, mesmo sem rodar com o carro, é ou não aconselhável? Confira os prós e contras disso.

Como tudo na vida, este procedimento de ligar o carro de tempos em tempos e não sair com ele -que muitos provavelmente já adotaram desde o início do período de isolamento social- tem os seus prós e contras.

PRÓS

“Um carro parado deteriora mais rápido depressa do que quando está em uso”, é o que se costuma dizer, e com razão. E é para evitar males maiores que o principal argumento a favor de que se ligue o motor de vez em quando é o fato de que, ao fazê-lo, estaremos permitindo a lubrificação dos seus componentes internos.

Além disso, ao fazê-lo, permitimos ainda circulação de combustível e líquido de arrefecimento pelos respectivos circuitos, prevenindo assim possíveis obstruções e corrosão. Este procedimento deverá ser feito uma vez por semana ou no máximo de duas em duas semanas, deixando o motor do veículo trabalhar durante um período entre 10 e 15 minutos.

Se possível, aproveite e de uma volta no quarteirão.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Start-Engine-Driving.jpg

Após ligar o veículo, acelere nem na partida e nem depois, para que o mesmo chegue mais depressa à temperatura normal de funcionamento. Acelerar vai apenas contribuir para o desgaste prematuro de componentes internos do motor, pois fluídos como o óleo demoram algum tempo para atingir a temperatura certa, não sendo tão eficaz na lubrificação como pretendido. Deixar o motor funcionando na marcha lenta, sem exigências adicionais, é suficiente.

CONTRAS

No lado dos contras, encontramos um componente que provavelmente vai dar muitas dores de cabeça no final desta quarentena: a bateria.

Sempre que ligamos o motor do nosso carro estamos solicitando um esforço instantâneo e suplementar à bateria. Em princípio, o ato de ligar o motor de vez em quando, deixando-o trabalhar por 10-15 minutos, deverá ser o suficiente para que a bateria possa repor a sua carga. No entanto, há vários fatores que poderão impedir isso.

Detalhes como a idade da bateria, o estado do alternador, o consumo dos sistemas elétricos do teu carro e até o seu sistema de ignição (como no caso dos diesel que precisam de uma maior quantidade de energia no momento da partida), podem levar a bateria a descarregar por completo.

Resumindo: recomendamos que seja dada a partida uma vez por semana, se possível seguida de ma volta no quarteirão. É a melhor forma para manter seu carro em forma. Por outros lado, so saia de casa se for absolutamente necessário.



Compartilhe!
1716546334