Esta é a sua chance de comprar a F40 de Eric Clapton.

O Ferrari F40 foi o último supercarro feito com o acompanhamento do comendador Enzo Ferrari, montados inicialmente a partir de alguns 288 GTO Evoluzione, tornados obsoletos pelo fim do Grupo B em 1986. O F40, carro que foi de Eric Clapton está à venda por pouco mais US$ 1,1 milhão.

clapton-f40
Quando em 1984 a Ferrari decidiu desenvolver o 288 GTO para enfrentar o Porsche 959 nas regras do Grupo B da FIA, estava longe de saber que o modelo teria vida curta. Dois anos depois, com o fim do grupo B (1986), Enzo Ferrari ficou com cinco modelos 288 GTO Evoluzione de desenvolvimento que não podiam competir em lugar nenhum.

Num dos muitos golpes de gênio que Enzo Ferrari protagonizou ao longo da sua vida, o comendador permitiu que o desenvolvimento da versão original não só continuasse, mas que desse origem a um dos mais fabulosos superesportivos de todos os tempos.

Conhecido como um “exercício cínico de fazer dinheiro”, o Ferrari F40 foi descrito por um executivo de marketing da marca como “um carro que fosse o mais veloz possível, absolutamente esportivo e muito espartano”. E por que isso? Porque, como disse na época esse marketeiro, “os nossos clientes acham que os nossos carros estão ficando demasiadamente confortáveis e bem acabados”.

A partir do 288 GTO Evoluzione, os técnicos da Ferrari tiveram liberdade para criar o exótico, belo e impressionante F40, carro que muitos dizem ser “o mais entusiasmante para quem gosta da desempenho puro sem pensar em mais nada”. Naquela época, provamos isso na prática.

NJ4A8974

E a verdade é que este carro -desenhado por Leonardo Fioravanti, projetista da Pininfarina a quem foi entregue por Enzo Ferrari a responsabilidade de desenhar o F40- foi produzido em apenas 1311 unidades (das quais algumas se perderam nas pistas), tornando-se um carro raro, desejado e absolutamente brutal!

A GVE, empresa londrina especializada em carros de luxo e superesportivos (www.gvelondon.com), anuncia para venda o Ferrari F40 de 1991 que foi propriedade de Eric Clapton, o lendário guitarrista e entusiasta da Ferrari.

Segundo David Rai, da GVE, “o F40 é um carro digno de figurar num poster e um dos mais desejados superesportivos dos anos 1980. Um clássico moderno, que faz virar cabeças onde quer que vá e que tem recebido muita atenção aqui na nossa empresa. Naturalmente que ter feito parte da coleção de Eric Clapton, é a verdadeira cereja que faltava nesse bolo”.

Imaculadamente pintado de “Rosso Corsa” e com menos de 11 mil km rodados, o modelo é apresentado de uma forma irretocável, em condição “mint”, ou seja, no máximo da escala de avaliação. O atual proprietário comprou o carro em 2003, que foi totalmente recuperado em 2008. Esta para ser avaliado pela Ferrari Classiche para receber o certificado de Maranello, espécie honesta de placa preta dos carros Ferrari.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO