Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Fiat Uno 2017: novos motores e mais tecnologia

Compartilhe!

O Fiat Uno e’ um daqueles carros que se pode rotular com0 “fenômeno”. Foi lançado na Europa em 1983. Chegou no Brasil no ano seguinte, e a nova geração (projetada aqui mesmo) só foi lançada em 2010, direcionada também aos países da América Latina. A versão antiga foi produzida até dezembro de 2013, sendo vendida como Mille, nome adotado inicialmente em 1990. O Novo Uno chega agora à linha 2017 com grande renovação tecnológica, elevando ainda mais seu nível de modernidade, sofisticação e evolução sem perder as características que o consagraram, como desenho diferenciado, bom aproveitamento de espaço interno, acabamento honesto e confiabilidade.

Alem do novo desenho da dianteira, o Uno 2017 foi o carro escolhido para estrear a nova linha global de motores FIREFLY da FCA, com versões 1.0 de três cilindros e 1.3 de quatro cilindros. Pequenos mas valentes, tiveram o desenvolvimento atrasado por conta da crise que tomou o Brasil. Chegam com o maior torque de seus segmentos e baixo consumo de combustível, além de reduzido nível de emissões.

MOTOR VAGALUME

O novos motores tem bloco em alumínio, e fazem parte da nova linha global de motores do Grupo, a FIREFLY (vagalume, em inglês). São os novos motores desenvolvidos pela FCA –Fiat Chrysler Automobiles- para aplicação em vários mercados, e que fazem sua estreia mundial a partir da unidade de powertrain de Betim, Minas Gerais. Cabe ao Brasil a primazia mundial de produção destes motores e ao Uno, a honra de primeiro utilizar os novos propulsores, que depois serão adotados também na Europa. Se não houvesse demora na finalização do projeto, teriam sido mostrados no Moby, com certeza.

20160916_094024

Ambos os motores oferecem o maior torque de seus respectivos segmentos aliado a baixo consumo. No motor 1.0, são 10,9 mkgf a 3.250 rpm e, no 1.3, 14,2 mkgf a 3.500 rpm. O torque é distribuído desde as baixas rotações, diferenciando-se da grande maioria dos rivais multiválvulas, o que assegura maior prazer ao dirigir e notável eficiência energética, com baixo consumo de combustível.

Um dos segredos dos novos motores foi um estudo profundo de como o cliente dirige e demanda os motores em seus veículos. Com base nos dados apurados, foram estabelecidas as especificações que deram origem à esta série de motores, completamente nova em termos de concepção, que privilegia o torque, as soluções mecânicas inteligentes, o baixo consumo de combustível e o ” fun-to-drive” .

20160916_094041

Trata-se de um projeto global da FCA, desenvolvido com grande contribuição dos engenheiros brasileiros. As necessidades dos clientes brasileiros e latino-americanos foram atendidas na concepção e projeto. O Brasil e seus vizinhos latino-americanos são países de grandes dimensões, que apresentam vários desafios como diferenças de altitude, aclives e declives acentuados e temperaturas extremas. Além disso, o brasileiro é exigente e espera do motor atributos que podem parecer contraditórios:  arrancadas fortes, baixo consumo e manutenção simplifica.

DUAS VALVULAS

Boa parte destes quesitos é amplamente atendida por meio da opção de adoção de duas válvulas por cilindro,  solução mais indicada para as necessidades da nossa região. Com duas válvulas por cilindro, os motores têm maior torque (que, na prática, é a resposta do acelerador numa arrancada ou ultrapassagem) e consumo otimizado, principalmente em cargas parciais (pouco acelerador) e rotações médias, situações nas quais o condutor busca economizar combustível.

Motor 1.0 de três cilindros.
Motor 1.0 de três cilindros.

Para otimizar o desempenho com duas válvulas, a FCA revolucionou o desenho das câmaras de combustão. As válvulas de admissão são responsáveis, em parte, pela aspiração da mistura ar/combustível para dentro dos cilindros, enquanto as válvulas de escapamento auxiliam a saída dos gases resultantes da combustão. Mas a quantidade de válvulas não é a única determinante para o fluxo dos gases. Outros fatores influenciam esta dinâmica, como o desenho e o formato dos dutos de admissão e escapamento e a configuração do comando de válvulas que influenciam na movimentação dos gases do motor. Este controle de combustão, devido às soluções de projeto e desenho dos dutos de aspiração e escapamento, passando pelo desenho da câmara e diagrama do comando de válvulas, foram bem resolvidas, e os motores 1.0 e 1.3 seguem um conceito modular, ou seja,são múltiplos de um mesmo cilindro. O 1.3 e o 1.0 com um cilindro a mais…

Com duas válvulas por cilindro, seu desempenho geral se equipara ao da maioria dos motores quatro válvulas, como indicam os valores de potência máxima de cada um deles. No 1.0, três cilindros, são nada menos que 77 cv, que chegam a impressionantes 109 cv no quatro cilindros, o maior valor já alcançado em um motor 1.3 fabricado no Brasil, comparável até mesmo ao desempenho de alguns motores 1.6. Em termos de potência específica (82 cv/l), o 1.3 supera todos os concorrentes do mercado de 1.2 até 1.6 litro naturalmente aspirados.

A adoção de uma única dimensão de pistão e cilindro possibilitou maior refinamento no desenvolvimento do produto. Esta construção modular permite que vários componentes sejam compartilhados entre as versões de três e quatro cilindros, racionalizando a produção e permitindo uma manutenção mais fácil, além de reduzir custos.

A potência e o torque gerados por um motor são influenciados pelo consumo de energia demandada para seu próprio funcionamento. A nova linha de motores consome pouca energia interna, devido às soluções construtivas. A adoção de duas válvulas por cilindro é um fator de economia. Ao contrário das unidades multiválvulas, os novos motores não precisam acionar um conjunto complexo de componentes, como  quatro molas, quatro balancins e quatro válvulas a cada ciclo. Com um único eixo comando de válvulas, o torque necessário para mover este conjunto corresponde a um pouco mais da metade da força necessária nos concorrentes.

GALERIA DE FOTOS UNO SPORTING

O “valvetrain” , que consome menos energia pelo simples fato de contar com menos elementos, ainda se beneficia de um moderno e inteligente sistema de “roller finger” . Trata-se de um dispositivo que adota um rolamento exatamente na posição de maior atrito do conjunto, ou seja, no ponto de contato com o came (ressalto do eixo do comando de valvulas). Esta solução construtiva reduz drasticamente a perda de energia e, com menos força para se movimentar internamente, mais potência e torque sobram para chegar às rodas do veículo. E isto também se converte em redução de consumo e menos emissões.

À tecnologia aplicada ao desenvolvimento da câmara de combustão de alta eficiência, soma-se o sistema de ignição Top Coil, que possui uma bobina por cilindro, aumentando a velocidade e a estabilidade da combustão. Além de serem dedicadas, estas bobinas operam com alta energia: são 70 mJ, quase o dobro dos modelos tradicionais, de 40 mJ. Como todo esse conjunto opera em sintonia, cada bobina fica conectada direto sobre as velas, dispensando o uso de cabo, aumentando a confiabilidade e a durabilidade do sistema. Já as velas de ignição com eletrodo composto por liga de irídio (mais robustas e duráveis) têm maior condutividade e ponto de fusão mais alto. Essas características permitem o uso de eletrodos mais finos e pontiagudos, favorecendo a formação da centelha e, novamente, colaborando para a estabilidade de combustão.

MENOS ATRITO

Nesta família de motores, até mesmo a própria movimentação dos pistões e virabrequim foi otimizada. Tradicionalmente, a linha central dos pistões de um motor fica alinhada com o centro do eixo do virabrequim. Isso faz com que o ângulo entre a biela e a parede do cilindro seja igual, tanto na expansão, quando é aplicada uma grande força na cabeça do pistão depois da queima da mistura ar/combustível, quanto na compressão, quando esta força é bem menor. Para diminuir o atrito entre pistão e cilindro, o motor tem um offset de 10 mm entre o eixo do virabrequim e o centro dos pistões. Este pequeno e estudado deslocamento reduz muito o atrito do conjunto, resultando em mais energia final.

Até mesmo a bomba de óleo, responsável pela lubrificação do motor, recebeu atenção no projeto, para se tornar mais eficiente.  Ela é de deslocamento variável e altera o seu fluxo de acordo com a necessidade do motor, demandando menos potência e reduzindo consumo e emissões.

Um dos indicativos da modernidade de um motor é o valor da taxa de compressão. Quanto mais alto, maior o aproveitamento da combustão da mistura ar/combustível, o que resulta em mais potência e menor consumo. A taxa de compressão -razão matemática entre o volume dos cilindros e o volume da câmara de combustão- apenas pode ser elevada se o motor oferecer condições estáveis de combustão. Como resultado, a taxa de compressão do novo motor (13,2:1) é maior que a grande maioria dos motores multiválvulas com injeção direta, em nível mundial.

GALERIA DE FOTOS UNO WAY

A nova “família”  de motores reúne características construtivas e de projeto que otimizam consumo e desempenho. O motor apresenta ótimo enchimento dos cilindros (comparáveis aos melhores quatro válvulas do mercado), combustão completamente otimizada (comprovada pela alta taxa de compressão), consumo interno de energia baixo (único comando de válvulas roletado e duas válvulas por cilindro) e ainda se beneficia da melhor aplicação do CVCP (Continuously Variable Cam Phaser, variador contínuo do comando de válvulas), capaz de adotar o ciclo Miller de combustão em baixas cargas e com médios regimes de rotação.

Uma das limitações de eficiência do motor de ciclo Otto é a perda de bombeamento causada pela borboleta do acelerador, quando em carga parcial. Quando a velocidade do veículo está estabilizada e o condutor reduz a pressão do pedal do acelerador, a maioria dos motores diminui a abertura da borboleta do acelerador, criando uma perda considerável pelo bombeamento dos pistões. Neste momento, os novos motores da FCA adotam uma variação no eixo do comando de válvulas (por meio do CVCP), atrasando a abertura das válvulas de escapamento e admissão, diminuindo as perdas por bombeamento e aumentando significativamente a eficiência do motor nesta condição.  Ainda que hoje o uso do variador de fase do comando de válvulas seja bastante difundido, a forma como este componente é aplicado pela Fiat é um passo à frente, garantindo redução de até 7% no consumo de combustível.

Outro fator importante na economia de combustível são as soluções adotadas para o funcionamento na etapa de aquecimento. Esta fase compreende a primeira partida do dia até o motor atingir a temperatura ideal de trabalho. Trata-se de um momento crítico para o consumo de combustível, para a emissão de poluentes e até para o conforto do motorista.  A nova “família”  traz uma série de soluções inovadoras, que vão desde a partida a frio com pré-aquecimento, que dispensa o tanquinho de gasolina, passando pelo uso de óleo de baixíssima viscosidade (0W20), capaz de garantir a proteção máxima para as partes móveis desde a partida a frio. Além disso, a confecção do bloco do motor e do cabeçote, em alumínio, resulta em redução de massa de sete quilos em relação ao uso de ferro fundido, o que traz melhor controle da temperatura, já que no alumínio existe a formação de uma fina camada de óxido nas paredes das câmaras de água entre o líquido de arrefecimento e as paredes da mesma. Esta camada de óxido é estável e não cresce. No ferro fundido a camada de óxido está sempre crescendo, dificultando a troca de calor naquelas superfícies. O emprego do alumínio também significa menor tempo de aquecimento por menor inércia térmica, maior robustez e durabilidade.

CARACTERISTICAS DO MOTOR FIREFLY

 – A nova “família”  de motores é um projeto global, tendo sido desenvolvida, testada e certificada dentro dos padrões mundiais, que exigem durabilidade mínima de 150 mil milhas ou 240 mil quilômetros.

– Ambos os motores, 1.0 e 1.3 litro, adotam uma única dimensão de pistão e cilindro, com 333 cm³ cada. Na versão com três cilindros, o deslocamento chega a 999 cm³, enquanto na com quatro cilindros são 1.332 cm³.

– A sofisticação da nova “família”  de motores também está na parte elétrica, com ênfase no Smart Charger, o alternador inteligente. Ele otimiza a recarga da bateria nos instantes em que a energia cinética do veículo seria desperdiçada, como nas desacelerações e reduzidas de velocidade.

– O filtro de óleo de todas as versões, 1.0 e 1.3 litro, foi colocado na parte de baixo do motor, bem na frente do veículo. O objetivo foi posicioná-lo em lugar de fácil acesso, reduzindo o tempo de troca. O item está protegido entre o cárter de aço estampado e o suporte do compressor do ar-condicionado, integrado ao sub-bloco. O suporte forma uma estrutura de proteção que evita vazamentos devido ao impacto de pedras, por exemplo.

– Os novos motores vêm equipados com o sistema HCSS (do inglês, Heated Cold Start System), que elimina a necessidade de tanque auxiliar de gasolina para partida a frio. Além de maior conveniência, o HCSS garante partidas com etanol puro mesmo em temperaturas abaixo de zero grau Celsius.

– O bloco de alumínio determina uma redução de massa de sete quilos em relação ao uso de ferro fundido. Outros benefícios são o melhor controle da temperatura e menor tempo de aquecimento (menor inércia térmica), maior robustez e durabilidade.

– A corrente do comando de válvulas dispensa manutenção e tem durabilidade acima dos 200 mil quilômetros. Além disso, dispõe da tecnologia “silent chain”, uma evolução em relação às correntes tradicionais, que oferece funcionamento mais suave e silencioso.

– A vareta de óleo é integrada à tampa e passa por dentro do motor, o que evita vazamentos de óleo e facilita a manutenção. Além disto, o filtro de óleo é posicionado num local de fácil acesso embaixo do carro, protegido entre o cárter e o suporte do compressor do ar-condicionado, posição que facilita muito sua troca.

MAIS NOVIDADES

O Uno 2017 também chega recheado de novas tecnologias.  Direção elétrica com função City como item de série em todas as versões, controle eletrônico de estabilidade (ESC), controle de tração (TC), assistência de partida em rampa (Hill Holder), sistema antideslizamento ASR , partida assistida (Tip Start) e novos pneus “superverdes” , entre outros. E não é só. O Fiat Uno 2017 aumentou também a oferta do sistema Start&Stop, que agora vem de série em todas as versões com motor 1.3, inclusive as equipadas com câmbio Dualogic.

Por fora, o Fiat Uno 2017 teve o visual renovado. Ele ganhou nova grade e outro para-choque dianteiro, além de rodas em liga leve para as versões Way e Sporting e novas faixas decorativas para a Sporting. O interior, que foi remodelado recentemente, recebeu novos grafismos para o quadro de instrumentos com display LCD de 3,5 polegadas em alta resolução, complementado por itens de conforto e conveniência como central multimídia com tela de 6,2 polegadas, câmera de ré, retrovisor elétrico com função “tilt down” , volante multifuncional, computador de bordo e “paddle shift” para as versões Dualogic.

GALERIA DE FOTOS UNO ATTRACTIVE

O Fiat Uno 2017 traz de série em todas as versões direção com assistência elétrica. O sistema proporciona maior conforto ao motorista. Todas as versões receberam ainda a função City: ativada por meio de um botão no painel, deixa a direção cerca de 50% mais leve durante as manobras de estacionamento. Outra vantagem do sistema de direção com assistência elétrica está no baixo consumo energético, correspondendo a aproximadamente 8% do consumo de um sistema de assistência hidráulica. Essa maior eficiência resulta também na redução de consumo de combustível.

No “pacote”  tecnológico de série do novo Uno 2017 temos também o sistema de partida assistida, que aumenta a segurança e proporciona mais conforto ao motorista; basta virar a chave em um leve toque e tirar a mão, o próprio sistema aciona o arranque até que o motor funcione. Há ainda a função Tip Start, que evita partidas que possam danificar o veículo, como, por exemplo, tracionar o veículo no motor de partida.

 Os recursos tecnológicos de segurança nao foram esquecidos no Fiat Uno 2017. Além do airbag duplo e freios ABS com EBD de série, a central eletrônica de freio passa a oferecer ao modelo várias novas importantes funções para aumentar a segurança dos ocupantes. Estas funções podem equipar o Uno 2017 desde a versão de entrada Attractive 1.0. São elas:

  • ESC (Electronic Stability Control – Controle de Estabilidade): Controla a estabilidade do veículo por meio de aplicação do freio de forma individual em cada roda e dosagem do torque-motor para limitar a perda de controle por derrapagem em uma situação de emergência súbita, como um desvio brusco. Ou seja, identifica o risco antes e estabiliza o carro freando as rodas individualmente.
  • TC (Traction Control – Controle de Tração): Limita o escorregamento de uma única roda tracionada, transferindo o torque equivalente pelo diferencial à outra roda, permitindo que o veículo acelere de forma apropriada.
  • Hill Holder: Ajuda o motorista nas arrancas em aclives, com aplicação, manutenção e liberação do freio durante a manobra, evitando que o carro ‘desça’ acidentalmente. Este dispositivo equipava até então apenas os modelos Fiat Toro, 500 e Bravo T-Jet.
  • ASR (Anti-Spin Regulation): Permite que o veículo arranque ou acelere em pisos escorregadios ou molhados, evitando que as rodas patinem, diminuindo assim a perda de aderência e também o desgaste prematuro ou irregular dos pneus.
  • HBA (Hydraulic Brake Assist): Ajuda o motorista a atingir e manter a intervenção do ABS durante manobra de frenagem de emergência, reduzindo a distância de frenagem.
  • ERM (Electronic Roll Mitigation): Evita ou reduz a perda de contato de uma das rodas com o solo em manobras rápidas, como mudança de faixa ou desvio de obstáculos.

 O START&STOP 

O sistema Start&Stop tem como objetivo a economia de combustível -podendo representar mais de 20%- e a redução dos gases poluentes como CO2, passa a equipar agora de série todas as versões com motor 1.3 do novo Uno 2017, inclusive as com câmbio Dualogic.

O quadro de instrumentos destas versões traz itens para  ajudar o motorista na condução do veículo e utilização do sistema. Além disso, sensores auxiliam no bom funcionamento e na segurança, como o sensor no câmbio para reconhecimento da posição “N” e o sensor de cinto de segurança do motorista para garantir que a repartida só será feita com ele afivelado. Caso o cliente não deseja que o Start&Stop entre em ação, o painel do carro possui um botão para desabilitar o sistema.

Estas versões com Start&Stop também receberam o novo Smart Charging System, ou alternador inteligente. Objetivos: ajudar a reduzir ainda mais o consumo de combustível e nível de emissões, além de aumentar o desempenho do veículo e o prazer ao dirigir. Para isso, o sistema otimiza a carga da bateria pelo alternador, evitando que o motor gere energia ao equipamento desnecessariamente. O alternador inteligente conta com algumas funções para garantir a confiabilidade do sistema:

  • Regenerative Braking: Quando o veículo está em frenagens, descidas ou desacelerações, parte da energia mecânica perdida nestes processos é recuperada e armazenada na bateria.
  • Passive Boost: Em determinadas condições de aceleração diminuiu ou até suspende temporariamente a absorção de potência do motor pelo alternador, que assim pode ser utilizada para melhorar o desempenho ou reduzir os níveis de consumo e emissões.
  • Steady State: Quando o veículo está em marcha constante, regula a potência gerada pelo alternador para satisfazer a necessidade de balanço ao mínimo custo energético, absorvendo apenas a potência necessária.
  • Quick Charge: Função para garantir a confiabilidade do sistema de energia. Visa resguardar a bateria quando atinge um estado crítico
  • Pneus “superverdes”: São novos também os pneus desenvolvidos com tecnologia sustentável especialmente para o modelo. Os pneus superverdes são de série para todas as versões do Uno 2017. Eles contam com perfil arredondado e melhor distribuição da área de contato ao solo, mais resistentes e preparados para o solo brasileiro.

 

 AS VERSOES E PRECOS

Além de todas estas tecnologias o novo Uno 2017 traz uma ampla lista de itens de série, que lhe conferem alto índice de sofisticação, aliado ao seu aproveitamento de espaço interno, conforto, interior moderno e design atual e icônico, com personalidade própria.

Desde a versão Attractive 1.0 Flex o novo Uno 2017 vem de fábrica bem equipado, contando com ar condicionado, direção elétrica com função City, brake light + sinalização de frenagem de emergência, faróis de neblina, função LaneChange para auxiliar o comando de seta, computador de bordo, vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento, trava elétrica nas portas com acionamento automático a 20 km/h, quadro de instrumentos iluminado com conta-giros, welcome moving e display LCD de alta resolução equipado com computador de bordo A e B, volante multifuncional para comando das funções do computador de bordo e muito mais.

O novo Uno 2017 Way 1.0 Flex acrescenta a mais alguns itens específicos da versão, como barras longitudinais no teto, detalhes internos na cor grafite, faróis com máscara negra, maior altura em relação ao solo, molduras das caixas de roda na cor cinza, frisos laterais das portas com inscrição Way, lanternas traseira com acabamento fumê e retrovisores externos com luzes indicadoras de direção, entre outros.

O Uno  Way 1.3 Flex soma aos itens de série da versão Way 1.0 sistema Start&Stop, chave canivete com telecomando de abertura e fechamento de portas e vidros elétricos, rádio RDS com entrada auxiliar e entrada USB para MP3/WMA.

O novo Uno 2017 Way 1.3 Flex Dualogic traz o câmbio Dualogic ainda mais eficiente com a atuação do Hill Holder, o sistema de auxílio para arrancadas em aclive. Outra importante característica são os botões instalados no console central, dispensando o uso da alavanca, mais um pioneirismo e exclusividade do Uno. O sistema traz ainda o paddle shift, borboletas atrás do volante para troca manual das marchas. Completam os itens de série dessa versão os sistemas eletrônicos de conforto e segurança como ESC (controle de estabilidade eletrônica), TC (controle de tração) e ASR (sistema antitravamento das rodas em frenagem).

A versão Sporting 1.3 Flex traz os conteúdos da Way mais itens específicos da versão: suspensão com acerto esportivo, spoiler na tampa traseira na cor preto brilhante, rodas de liga leve 15 polegadas, ponteira de escapamento dupla central cromada, grade dianteira na cor preto brilhante, para-choque dianteiro com detalhes em vermelho, maçanetas externas e retrovisores em preto brilhante, faixas laterais exclusivas com escrita Sporting, faixa horizontal no painel e detalhes do interior – maçanetas, quadro de instrumentos e aplique do volante – na cor Vermelho Royal.

O novo Uno 2017 Sporting 1.3 Flex Dualogic adiciona o câmbio Dualogic controlado por botões instalados no console central, paddle shift e os sistemas eletrônicos de conforto e segurança como ESC, TC, ASR e Hill Holder.

Todas as versões oferecem dois pacotes de opcionais diferentes: Kit Comfort (itens mais voltados para conforto) e Kit Tech (composto com vários conteúdos tecnológicos).

Além de todas as novidades, o Uno 2017 também traz garantia total de três anos, e os benefícios do Confiat, como carro reserva, reboque, socorro mecânico e hospedagem. Ha a possibilidade do clienteoptar por pacotes de revisões programadas já no momento da aquisição do veículo, a Revisão sob Medida. Isso abre a possibilidade de diluir os valores das revisões que nas parcelas do financiamento, caso seja essa a forma de compra. Também para o Fiat Uno será oferecida garantia estendida diretamente da fábrica. O cliente poderá adquirir 12 ou 24 meses a mais de garantia, além da contratual do veículo. O objetivo é proporcionar ao dono do Uno 2017 comodidade, tranquilidade e segurança.

BG_UNO

Resumindo, a linha está bem completa, formada por seis versões, todas em carroceria de quatro portas. Confira os precos: Attractive 1.0 (R$ 41.840), Way 1.0 (R$42.970), Way 1.3 (R$ 47.640), Sporting 1.3 (R$ 49340), Way 1.3 Dualogic (R$ 51.950) e Sporting 1.3 Dualogic (R$ 53.690).



Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español