Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Whisky Aston Martin. Pode isso, Arnaldo?

Compartilhe!

Bebida e automóvel não combinam, mas há uma exceção a essa regra. A Aston Martin decidiu firmar uma parceria com a destilaria britânica Bowmore, a mais antiga da ilha escocesa de Islay, para produzir um whisky de elevada qualidade, único, e limitado a apenas 25 garrafas.

A mais recente criação da marca britânica pode ser chamado de “Black Bowmore DB5” de 1964, que a Aston Martin diz ser uma celebração do tempo e um momento único na história para a marca britânica e para a Bowmore, que é conhecida mundialmente pela altíssima qualidade do seu whisky.

Para os apreciadores, o whisky da Aston Martin é o melhor single malte da Bowmore, destilado pela primeira vez em 5 de novembro de 1964, e só foi engarrafado seis vezes, tornando-o um dos mais raros e procurados whiskies de single malte de todos os tempos. Além disso, apenas 6.000 garrafas de Black Bowmore foram disponibilizadas desde 1993.

Já a versão do whisky DB5 de 1964 é ainda mais rara, e surge numa embalagem que é autêntica peça de arte. A garrafa do precioso néctar escocês esta acomodada numa caixa de madeira artesanal, com detalhes de níquel e couro de bezerro, enquanto a tampa da caixa e as suas dobradiças foram customizadas.

A própria garrafa foi feita à mão, num trabalho que levou uma semana, pela empresa Glasstorm.

Ao olharmos com atenção para a garrafa percebemos que a sua base é um pistão, que a Aston Martin diz ser do DB5, modelo emblemático da marca britânica por ter sido o carro de James Bond, o agente secreto 007.

O whisky da Aston Martino só vai estar disponível no finalzinho do ano, mas já se sabe que  cada uma das 25 garrafas vai ter preço de US$ 60 mil. Ou seja, carro e bebida só para quem tem a conta bancária muito recheada…


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *