Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

917, o Porsche popular, não vai mais ser produzido

Compartilhe!

Wolfgang Hatz, responsável pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento da Porsche, acabou com todas as especulações: o 718, o “Porsche popular” com preço abaixo dos US$ 55 mil, não será produzido.

porsche 718

Conhecido como 718, o Boxster barato teria como objetivo ficar abaixo dos US$ 55 mil de preço, equipado com motores de quatro cilindros e componentes vindos de peças já usadas pelo grupo VW, tentando assim a marca aumentar as vendas, sendo o nome 718 uma alusão à história esportiva da marca. Uma estratégia que já foi usada há dezenas de anos com o 912 e 924.

Porém, a estratégia que há anos estava em estudos não vai sair do papel. Segundo Wolfgang Hatz, “o projeto foi abortado. Já temos um belo carro de acesso à gama com o Boxster e não vemos razões para descermos abaixo desse nível. A Porsche deve continuar exclusiva e não podemos mexer nos volumes de vendas e produção numa marca com a reputação da Porsche. O Boxster é o acesso perfeito á linha e será ele o modelo de entrada da marca Porsche .

O Porsche 718 sempre foi rejeitado, porque nasceu de um projeto conjunto do grupo VW que iria dar origem a roadsters para a VW, Audi e Porsche, tentando massificar a produção e elevar as vendas das marcas da Volkswagen. Porém, estudo feitos pelo grupo apontaram que o incremento de vendas não seria tão significativo, sacramentando a decisão de abandonar o projeto, não só para a Porsche, mas também para todas as outras marcas.

Seja como for, algumas coisas foram aproveitadas, como os motores de quatro cilindros boxer que vão aparecer nos renovados Boxster e Cayman que chegam em 2015. A primeira vez que se falou do assunto “Porsche popular” foi em 2010, com Matthias Mueller, CEO da marca, confirmando o projeto 718. Garantiu na época que “consigo imaginar uma versão mais barata, como era o 550 Spyder, o famoso ‘Porsche do James Dean’ e acredito que o 917 será muito bem recebida pelos nossos clientes”. Não vai ser mais…


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español