Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Cuidado: chineses podem estar de olho nos seus dados

Compartilhe!

Não é só o Facebook que está encrencado com o tráfico irregular de dados de seus usuários. Um diretor da Mercedes-Benz revelou no evento “The Future of Mobility Summit” que empresas chinesas estão coletando dados sobre motoristas e tentando vender as informações.

O diretor de estratégia da Mercedes-Benz, Claus Ehlers, disse que ele foi abordado por uma empresa chinesa que oferece para venda perfis de comportamento de consumidores de todos os motoristas da Mercedes naquele país.

Ehlers relata que a empresa em questão estava combinando dados de direção e comportamento com dados do governo aos quais tinha acesso, para criar um perfil de motoristas. O diretor não forneceu mais detalhes sobre exatamente quais dados a empresa tinha, mas sugere que a informação poderia fornecer à montadora uma visão de quanto um consumidor está disposto a gastar em um veículo, por exemplo. Da mesma forma, deixa claro se o dono de uma Mercedes costuma dirigir rápido, e então a marca poderia tentar vender um veículo mais potente.

As coisas não param por aqui. Ehlers diz que também lhe ofereceram uma lista de consumidores e motoristas chineses que tinham perfis semelhantes de clientes e hábitos de direção como os atuais motoristas da Mercedes, mas que possuíam outras marcas de carros. Citando preocupações com a privacidade, a montadora alemã recusou as ofertas.

Em uma indústria onde os carros estão se tornando eletronicamente mais avançados e cada vez mais conectados a servidores on-line, parece que esse tipo de coleta de dados pode se tornar a nova norma. Considerando o desenvolvimento dos serviços de conectividade e da tecnologia dos automóveis atuais, esta revelação torna pertinente discutir -e rápido- questões relativas à privacidade.  


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español