Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Hongqi L5, da FAW, é o carro mais caro vendido na China

Compartilhe!

faw-hongqi-l5-delantera

Nem Ferrari, nem Lamborghini, muito menos Rolls-Royce. O FAW Hongqi L5 é o carro mais caro do mercado chinês e está causando espanto no Salão de Pequim. Até agora era uma limusine de luxo destinada aos dirigentes do Partido Comunista, mas sua comercialização foi liberada para quem se dispuser a pagar por ela cerca de US$ 750 mil.

O Hongqi L5 é fabricado pela FAW. Trata-se de uma marca chinesa fundada em 1953, e que é um dos principais grupos automobilísticos daquele país. Sua sigla significa First Automobile Works. Tem acordos de fabricação com a Volkswagen, Mazda e Toyota. Esta empresa fabrica também caminhões, ônibus e sua própria línea de limusines de luxo: Hongqi, que significa “Bandeira Vermelha”.

Este carro tem 5,5 metros de comprimento, peso de 3.150 kg e chega aos 200 km/h. O tanque de gasolina tem capacidade de 110 litros, necessários por conta do motor a gasolina 6.0V12 de 402 cv, que faz 5 km/litro em média. A caixa de câmbio é automática de seis velocidades, que transmite a potência para as quatro rodas; a suspensão é hidropneumática ajustável, para garantir o conforto de sues passageiros.

É óbvio que o desenho do FAW Hongqi L5 não é dos mais felizes, mas é certo que este modelo é muito mais exclusivo que um Rolls-Royce Phantom. Durante muito anos, estas limusines ficaram reservadas aos altos dirigentes do Partido Comunista (sim, eles também gostam de uma “chapa branca”), mas a marca resolveu crescer. Ampliou sua rede de concessionárias e agora os particulares interessados podem realizar seu sonho. Wang Zhonghua foi o primeiro comprador, e receberá seu carro dentro de três meses.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español