Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

TEST DRIVE: Renault Sandero R.S. 2.0 Racing Spirit. Ou RSRSRS…

Compartilhe!

Não estranhe o título desta matéria (R.S. R.S. R.S.). Trata-se do Renault Sandero R.S. R.S. Explicamos. O Renault Sandero (a primeira sigla R.S.) que já conhecemos é um hatch acessível e que agrada o consumidor. Ele tem a versão esportiva R.S. (de Renault Sport, a segunda sigla “R.S.”), que já oferece muita diversão por preço razoável. Mas há ainda uma série limitada e mais esportiva anda -responsável pelo terceiro “R.S.” (de “Racing Spirit”)- de 1500 carros.

E o que muda? O visual, principalmente, mais esportivo ainda, na verdade a Racing Spirit é a versão esportivada do esportivo. E mais na verdade ainda, não é exagero considerar o Sandero R.S. R.S.  o único esportivo nacional. Com suas rodas modelo Grand Prix aro 17 pintadas de preto, pneus Michelin PS4 e muitos detalhes interessantes, ele agrada e muito. 

Trata-se de uma série limitada de 1500 unidades –há uma plaqueta no console (merecia estar em lugar mais nobre, e o carro que avaliamos era número 10)–  que em interior todo em preto com detalhes vermelhos nos bancos, aros dos difusores de ar​, borda do​​ ​velocímetro e nas ​costuras​ ​dos​ ​assentos​. Por fora o vermelho aparece nas calotinhas, pinças de freio, detalhes dos pára-choques, capas dos retrovisores, difusor traseiro e faixas laterais. Tudo com muito bom gosto. As cores de carroceria disponíveis são branco (a avaliada), prata e preto.

Mas não é só de decoração e penduricalhos que vive esse Sandero, e a real esportividade está na parte mecânica e na dirigibilidade que oferece. O motor é de quatro cilindros em linha 2.0 16V, aspirado, de 150 cv de potência máxima e 20,9 mkgf de torque (abastecido com etanol), trabalhndo em conjunto com o câmbio manual de seis velocidades. Com isso, o R.S. R.S. acelera de zero a 100​ ​km/h​ ​em​ ​8​ ​segundos e atinge os 202 km/h de velocidade máxima (marcas muito boas). A partir daí, fora os eficientes pneus Michelin Pilot Sport 4 205/45-17, é o conhecido R.S., que permite muita diversão. 

 
Também interessante é o sistema “R.S. Drive”, com três modos de condução, selecionados por um botãozinho no console. O modo “Standard” é para uso no dia a dia, mais tranquilo e com controle de estabilidade ativado. No modo “Sport”, o acelerador responde mais rápido, o ronco do escapamento aumenta alguns decibéis, a marcha lenta vai para 950 rpm e as rotações caem mais devagar. Já no​ ​” ​Sport+”,​ ​​o​ ESP é totalmente ​desligado e aí começa a farra. Os pneus garantem estabilidade correta e é generoso com alguns abusos.

No modo Sport, há ainda um aviso sonoro para o momento das trocas de marcha no limite das rotações. As relações do câmbio são curtas, o que deixa o carro “aceso” e permite manter a rotação sempre entre 5.000 e 6.000 rpm, mas sacrifica um pouco o consumo. Mas, convenhamos, num esportivo, quem está preocupado com consumo?  Nesse modo Sport, o ESP tem atuação modesta, como como convém a um esportivo, deixando o motorista/piloto interagir mais com o Racing Spirit, domando sua leve vontade de sair de frente. No nosso gosto, a direção poderia ter relação mais direta e rápida, mas os engates estão precisos (não são perfeitos mas não comprometem) e os bancos estão na dureza certa. 

O Renault Sandero R.S. Racing Spirit custa R$ 67.400 e a cor branca custa mais R$ 650. Um bom preço pela diversão e aura de exclusividade que oferece. Está sozinho nesse nicho de mercado. Experimente.

 

Ficha Técnica

Renault Sandero R.S. 2.0 Racing Spirit

Preço básico: R$ 67.400
Carro avaliado: R$ 68.050
Motor: 4 cilindros em linha 2.0, 16V
Cilindrada: 1998 cm3
Combustível: fgasolina/etanol (flex)
Potência: 145 cv a 5.750 rpm (g) e 150 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 20,2 kgfm a 4.000 rpm (g) e 20,9 kgfm a 4.000 (e)
Câmbio: manual, seis marchas
Direção: eletro-hidráulica
Suspensões: McPherson (dianteira) e eixo de torção (ttraseira)
Freios: discos ventilados na frente e sólidos na traseira
Tração: dianteira
Dimensões: 4,068 metros (comprimento), 1,733 m (largura), 1,499 m (altura)
Entre-eixos: 2,590 m
Pneus: Michelin Pilot Sport4 205/45 R17
Porta-malas: 320 litros
Tanque: 50 litros
Peso: 1.161 kg
0-100 km/h: 8 segundos (etanol)
Velocidade máxima: 202 km/h (etanol)
Consumo cidade: 8,3 km/l (gasolina) e 5,9 km/l (etanol)
Consumo estrada: 10,8 km/l (gasolina) e 7,6 km/l (etanol)


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *