Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Quando Senna enfrentou 17 títulos mundiais na pista. E venceu…

Compartilhe!

Todos pilotavam o mesmo carro -Mercedes-Benz 190E 2.3 16V Cosworth- mas Ayrton Senna deu show. Um novato que derrotou 17 títulos mundiais na pista.

senna_mercedes2

Era maio de 1984 -10 anos antes do acidente em Imola- quando foi reinaugurado o circuito de Nürburgring, pista criada a partir do traçado original, para poder levar de volta à Fórmula 1 aquela região alemã, depois de anos sem receber a categoria, consequência do acidente de Niki Lauda em 1976. A pista de o Nürburgring Nordschleife perdeu a homologação para corridas de Fórmula 1 devido à falta de condições de segurança do longo traçado.

senna-lauda-mercedes-190-2-e1452186526665-750x390 senna-lauda-mercedes-190-1-750x400 r_senna_mercedes_maio_1984_nurburgring 5388219242_cfa84364d2_z 190_senna f6fd756a23abaeb95f8a2dc8f85141d4

Para celebrar o regresso do Nürburgring ao calendário da Fórmula 1, foi organizada uma grande festa. Uma das atrações principais foi o “Nürburgring Champions Mercedes-Benz Cup”, corrida que reuniu alguns dos nomes mais importantes da história do automobilismo, para promover o novo circuito e o recém-lançado Mercedes-Benz 190E 2.3 16V Cosworth.

A lista de convidados era de impressionar: Jack Brabham (três vezes campeão da F-1 em 1959, 1960 e 1966), Phil Hill (campeão em 1961), John Surtees (campeão em 1964), Denny Hulme (1967 ), James Hunt (1976), Alan Jones (1980), Niki Lauda (1975, 1977, 1984), Alain Prost (1985, 1986, 1989 e depois 1993), Keke Rosberg (1982), Jody Scheckter (1979), Klaus Ludwig (vencedor do Le Mans) e o incansável Stirling Moss.

No meio de todos estes megacampeões, estava um tímido estreante na Fórmula 1, o brasileiro Ayrton Senna. O piloto que nem sequer fora cotado para participar; Senna foi chamado de última da hora para substituir Emerson Fittipaldi.

Todos os pilotos encararam aquela corrida como diversão, menos um: Ayrton Senna. O piloto viu naquela corrida a possibilidade de enfrentar de igual para igual os melhor pilotos do mundo, mostrar sua capacidade e exibir seu talento. Oportunidade única, e foi isso que ele fez. Depois das 12 voltas da corrida, Senna acabou em primeiro lugar, com vantagem de 1.38s em relação a Niki Lauda.

O dia 12 de maio de 1984 entrou para a história do automobilismo como o dia em que um simples coadjuvante da Fórmula 1, Ayrton Senna da Silva, derrotou pela primeira vez os melhores pilotos do mundo. O que vem depois todos sabemos.

“Ganhar, é como uma droga. É algo tão forte, tão intenso que quando experimentamos pela primeira vez, passamos a vida inteira tentando repetir a experiência”. Ayrton Senna


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español